Nadal derrota Wawrinka e garante topo do ranking da ATP em 2013
capa

Nadal derrota Wawrinka e garante topo do ranking da ATP em 2013

Espanhol está classificado para semifinal do torneio Finals, com os melhores do mundo

Por
AFP

Espanhol está classificado para semifinal do torneio Finals, com os melhores do mundo

publicidade

Com a vitória sobre o suíço Stanislas Wawrinka, por 7-6 (7/5), 7-6 (8/6) nesta quarta-feira, o espanhol Rafael Nadal garantiu de uma só vez a classificação às semifinais do ATP Finals de Londres e o posto de tenista número 1 do ano.
O espanhol, que venceu a 73ª partida no ano (apenas 6 derrotas), não pode mais ser alcançado pelo sérvio Novak Djokovic, ex-líder do ranking que ainda sonhava em recuperar a posição.

"É o cenário perfeito, são muitas emoções. Estou muito feliz, principalmente depois de tudo que passei no ano passado. Acho que mereço estar onde estou no final da temporada", comemorou o espanhol, que ficou sete meses se recuperando de uma cirurgia no joelho esquerdo e retornou às quadras apenas em fevereiro deste ano. É a terceira vez (2008 e 2010) que Nadal, de 27 anos, termina o ano no topo do ranking da ATP.

Rafa conquistou dez títulos no ano, incluindo Roland Garros, o Aberto dos Estados Unidos e cinco Masters 1000, e foi considerado até por Djokovic "quem melhor jogou tênis este ano". "Não é a mesma coisa ser número um em algum momento do ano e terminar a temporada nesta posição. Isso é uma liga, um campeonato de pontos corridos, e quem encerra o ano na liderança é o campeão", acrescentou.

Com a vitória em dois sets sobre Wawrinka, Nadal garantiu uma das duas vagas do Grupo A nas semifinais do ATP Finals de Londres, que reúne os oito melhores tenistas do ano. Já o suíço queixou-se diante do árbitro do fato do espanhol receber várias instruções da parte do seu técnico, Toni Nadal, que gritava desde a arquibancada, o que é proibido pelo regulamento. "Fiquei um pouco irritado porque Toni não parava de falar com Rafa. Todo mundo sabe que eles fazem isso há anos, faz parte do relacionamento deles. O próprio Toni admitiu na imprensa", lamentou Wawrinka.

"O árbitro concordou comigo, disse que eles estavam exagerando, mas não teve coragem de aplicar uma segunda advertência (que dá um ponto a favor do adversário) só porque quem estava na quadra era Rafa", completou.
Na segunda partida do dia, o também espanhol David Ferrer foi eliminado do torneio ao perder por duplo 6-4 para o tcheco Tomas Berdych.

Ao obter seu primeiro triunfo no torneio após ter perdido para Wawrinka na estreia, Berdych continua com chances de classificação para as semifinais. Esta quinta-feira terá duas partidas do grupo B. O sérvio Novak Djokovic e o argentino Juan Martín Del Potro, que venceram suas duas primeiras partidas, se enfrentarão em duelo explosivo cujo vencedor dará um grande passo rumo às semifinais. Já o suíço Roger Federer tentará se manter vivo no torneio e para isso precisa vencer o francês Richard Gasquet.


Bookmark and Share