Naomi Osaka é eliminada dos Jogos de Tóquio pela tcheca Marketa Vondrousova
patrocinado por

Naomi Osaka é eliminada dos Jogos de Tóquio pela tcheca Marketa Vondrousova

Japonesa não teve o retorno que esperava após mais de dois meses de ausência

AFP

Naomi era candidata a medalha em Tóquio

publicidade

A tenista japonesa Naomi Osaka, número 2 do mundo, foi eliminada nas oitavas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio ao ser derrotada pela tcheca Marketa Vondrousova em dois sets, 6-1, 6-4, em apenas uma hora e 10 minutos de jogo. Osaka, que foi escolhida para acender a pira olímpica dos Jogos de Tóquio durante a cerimônia de abertura, na última sexta-feira, tinha como objetivo dar ao Japão o primeiro ouro no tênis em Olimpíadas ao país.

Contudo, Osaka não chegou para o desafio em suas melhores condições, já que ela voltou às quadras em Tóquio após mais de dois meses de ausência, desde que desistiu de Roland Garros após vencer na estreia alegando problemas de saúde mental.

Em uma jornada marcada pela chuva, que obrigou a suspensão de todos os jogos do dia exceto os programados para a quadra central do Ariake Tennis Park, que possui teto retrátil, Osaka começou mal a partida, perdendo seus dois primeiros games de saque e, apesar de tentar uma reação, não conseguiu salvar o set.

Diante de uma jogadora sólida, experiente (N.42 do WTA e finalista de Roland Garros em 2019) e que cometeu poucos erros (10 contra 32 da japonesa), Osake iniciou com um break o segundo set, mas perdeu a vantagem logo em seguida.

Com 5-4 a favor da tcheca, a quatro vezes ganhadora de Grand Slams salvou dois match points em seu próprio saque antes de sucumbir de vez, dando adeus ao sonho olímpico. Vondrousova jogará nas quartas de final contra a vencedora do duelo entre a espanhola Paula Badosa (N.29) e a argentina Nadia Podoroska (N.38). A chave feminina ficou sem suas duas principais aspirantes ao oro, já que a atual número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty, foi eliminada na estreia pela espanhola Sara Sorribes.

Veja Também

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895