Brasileira perde a classificação nos saltos ornamentais na última rodada

Brasileira perde a classificação nos saltos ornamentais na última rodada

Ingrid Oliveira estava entre as classificadas até o quinto salto, quando recebeu uma nota muito baixa

Carlos Corrêa

Ingrid precisava de uma nota 50,3 no último salto, mas alcançou apenas 26.60

publicidade

A fase de classificação dos saltos ornamentais, na plataforma de 10 metros, garantia nas semifinais as 18 melhores atletas ao final de cinco saltos. Durante quase toda a prova, ao longo de quatro saltos, a brasileira Ingrid Oliveira esteve na zona de classificação, oscilando entre a 7ª e a 14ª colocação. No entanto, uma nota ruim no último salto comprometeu toda a apresentação, a brasileira caiu para o 24º lugar e foi eliminada. As semifinais acontecem ainda hoje, a partir das 22h. As 12 melhores garantem um lugar na final, algumas horas depois, a partir das 3h.

Ingrid foi a 29ª de 30 atletas a saltar no Centro Aquático de Tóquio. Com desempenhos regulares, ela optou por começar com dois saltos de nível de dificuldade maior, encerrando com um movimento mais seguro e menos arriscado. Desde o início a brasileira se manteve entre as 18 melhores. No entanto, as notas foram diminuindo a cada salto. Sua primeira marca, de 65.60 caiu para 64.00, 57.00 e, por fim 48.00. No último, precisava de uma nota de 50,3. No entanto, após uma demora para saltar, a execução não foi boa e a nota foi de 26.60, somando um total de 261.20 e selando a eliminação. As melhores classificadas foram as chinesa Yuxi  Chen (390.70 pontos) e Hongchan Quan (364.45) e a norte-americana Delaney Schnell (360.75).

Entre os demais brasileiros dos saltos ornamentaiss, na disputa do trampolim de 3m, dia 30, a brasileira Luana Lira também não conseguiu passar da fase classificatória. Isaac Souza e Kawan Pereira, por sua vez, competem na plataforma de 10 metros a partir da madrugada de quinta para sexta-feira, às 3h (de Brasília).


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895