Darlan Romani luta por pódio e fica em quarto no arremesso de peso em Tóquio

Darlan Romani luta por pódio e fica em quarto no arremesso de peso em Tóquio

Ouro ficou para os EUA, com Ryan Crouser e o recorde olímpico

Correio do Povo

Brasileiro fez sua melhor performance olímpica

publicidade

O brasileiro Darlan Romani teve grande performance no arremesso de peso, nesta quinta-feira, e por muito pouco não beliscou uma medalha de bronze em Tóquio. Ele iniciou a final como terceiro melhor, ao arremessar 21,88 metros; mas depois foi superado pelo neo-zelandês Tomas Walsh. Com isso, fechou em quarto, seu melhor resultado em Jogos Olímpicos.

O ouro foi para o norte-americano Ryan Crouser, que bateu o recorde olímpico 23,30 metros. Seu compatriota, Joe Kovacs, lançou para 22,65 para ser prata.

Logo nas primeiras rodadas os atletas dos EUA se estabeleceram com a dobradinha. A briga do pódio também ficou exclusiva entre Darlan e Walsh.

O neo-zelandês passou para terceiro na segunda rodada e não cedeu mais. Sob forte calor, Darlan não conseguiu melhorar sua marca e ficou em quarto. Ainda assim, foi seu melhor arremesso em 2021.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895