França incomoda, mas EUA levam ouro no basquete masculino

França incomoda, mas EUA levam ouro no basquete masculino

Vitória norte-americana veio em mais uma grande apresentação de Kevin Durant

R7

Kevin Durant liderou time norte-americano ao ouro

publicidade

A seleção dos Estados Unidos cumpriu as previsões e conquistou o quarto ouro consecutivo no basquete masculino. Mas não foi de barbada e os norte-americanos tiveram que segurar o ímpeto dos franceses para vencer por 87 a 82, em Saitama, pela Olimpíada de Tóquio 2020.

Esta foi a 16ª medalha de ouro dos Estados Unidos no basquete masculino desde 1936, quando o torneio entrou no calendário olímpico. Os norte-americanos só não foram campeões quatro vezes: 1972 (na derrota na final para a União Soviética), 1980 (não participou por causa do boicote americano aos Jogos), 1988 e 2004 (em ambas ficou com a medalha de bronze).

Kevin Durant foi o cestinha dos norte-americanos com 27 pontos, seguido por Jason Tatum (16), contra uma França que pagou caro pelo erro na linha de lance livre (18/29) e pelas perdas da bola (18). Com a vitória, o time americano se vingou dos franceses, seus algozes na estreia em Tóquio e também nas quartas de final do Mundial de 2019, na China.

O final da partida não foi sem drama, com os franceses roubando uma bola e convertendo para reduzir a diferença para três pontos a dez segundos do fim. Mas os norte-americanos conseguiram converter lance livre após uma falta e confirmaram a vitória.

Evan Fournier, da França, foi o cestinha do torneio com 133 pontos, seguido por Durant (EUA), com 124, e Lucas Donsic (Eslovênia), com 121.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895