Palmeiras empata com o Vasco em casa e pode perder a liderança no domingo
capa

Palmeiras empata com o Vasco em casa e pode perder a liderança no domingo

Marrony abriu o placar para os cariocas, mas Gustavo Scarpa determinou a igualdade

Por
AE

Vasco e Palmeiras empataram em 1 a 1 no Allianz Parque

publicidade

Palmeiras e Vasco empataram por 1 a 1, neste sábado, no Allianz Parque, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Luiz Felipe Scolari atuou com o time reserva e pode perder a liderança da competição, no domingo, após oito rodadas. A partida contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, no gramado e em um dos camarotes do estádio. Os dois gols da partida saíram no primeiro tempo. Marrony, logo aos 2 minutos, abriu o placar para o Vasco. Gustavo Scarpa, de pênalti, após interferência do árbitro de vídeo, empatou o confronto. 

O empate leva o Palmeiras para 27 pontos, um à frente do Santos. O time de Jorge Sampaoli enfrenta o lanterna Avaí, neste domingo, na Vila Belmiro. Se vencer, toma a liderança do Palmeiras, que ocupa a primeira posição desde a 4ª rodada. Com o ponto somado o Vasco chega aos 13 e segue fora da zona de rebaixamento. O Palmeiras chega ao quarto jogo sem vitória: pelo Brasileirão, empatou com o São Paulo (1 a 1) e perdeu para o Ceará (2 a 0); na Copa do Brasil caiu diante do Inter (1 a 0); e pela Libertadores, empatou por 2 a 2 com o Godoy Cruz, na primeira partida das oitavas de final. 

Na 13ª rodada, o Palmeiras busca a recuperação no clássico paulista contra o Corinthians, domingo, 19h, na Arena Itaquera. No mesmo dia e horário, o Vasco enfrenta o CSA, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES). Antes da partida, o presidente Jair Bolsonaro entrou no gramado do Allianz Parque, acompanhado pelo presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, e cercado por crianças com a camisa do clube. 

A partida nem bem tinha começado e o Vasco abriu o placar logo aos 2 minutos. Valdívia cobrou escanteio, Marrony subiu mais que Thiago Santos e cabeceou no canto direito de Weverton. Foi o primeiro gol do meia vascaíno no Brasileirão. O gol sofrido logo no início poderia ter deixado o Palmeiras nervoso em campo. Mas não foi o que aconteceu. O time de Felipão assimilou rapidamente o golpe, colocou a bola no chão, pressionou o Vasco e chegou ao empate, com a intervenção do árbitro de vídeo. 

O jogo 

Aos 11 minutos, Arthur Cabral chutou e a bola bateu no braço de Leandro Castan. Os jogadores do Palmeiras, instantaneamente, pediram pênalti. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro, bem posicionado no lance, mandou a jogada seguir, mas foi alertado pelo árbitro de vídeo. Após consultar o monitor na lateral do gramado, Marques voltou atrás na marcação e confirmou o pênalti a favor do Palmeiras. Gustavo Scarpa cobrou no meio do gol e empatou o placar. Foi o oitavo gol do atacante pelo Palmeiras nesta temporada. 

A esta altura do confronto, o time de Felipão tinha quase 80% de posse de bola. Após o gol, o Vasco se equilibrou em campo e arrumou o sistema defensivo. O Palmeiras diminuiu a pressão, não encontrou mais espaços e o jogo ficou feio. Poucas chances de gols para os dois times e muitas faltas. Antes do início do segundo tempo, Jair Bolsonaro voltou ao gramado do Allianz Parque. Passou por Luiz Felipe Scolari e foi aplaudido pelo treinador. Das arquibancadas ouviu vaias e aplausos. 

Com a bola rolando, logo aos 5 minutos, o goleiro vascaíno Fernando Miguel fez duas boas defesas seguidas e impediu a virada do Palmeiras, primeiro com Hyoran, depois com Arthur Cabral. O Palmeiras só voltaria a levar perigo aos Vasco aos 32. Após lançamento de Dudu, Hyoran recebeu dentro da área, mas chutou para fora, perdendo boa chance de virar o placar. No último lance de perigo do confronto, o Vasco ainda acertou o travessão de Weverton aos 38, após cabeçada de Marcos Junior.