Por público, Flamengo transfere partida da Libertadores para o Mané Garrincha
patrocinado por

Por público, Flamengo transfere partida da Libertadores para o Mané Garrincha

Distrito Federal autorizou presença de torcida nos estádios e duelo com Defensa y Justicia será em Brasília

AE

Portanto, pouco mais de 15 mil torcedores poderão assistir à partida

publicidade

O Flamengo insistiu e, enfim, conseguiu o que queria: levar o seu torcedor de volta ao estádio. A Conmebol confirmou nesta quinta-feira que o duelo de volta das oitavas de final da Libertadores entre o time rubro-negro e o Defensa Y Justicia, da Argentina, quarta-feira que vem, foi transferido do Maracanã para o Mané Garrincha, em Brasília. O horário - 21h30 - foi mantido.

A mudança ocorre após o governo do Distrito Federal liberar a presença de público no estádio Mané Garrincha, com limite de até 25% da capacidade do estádio. Portanto, pouco mais de 15 mil torcedores poderão assistir à partida do Flamengo contra o Defensa Y Justicia em Brasília. No jogo de ida, disputado sem torcida, na Argentina, o time rubro-negro venceu por 1 a 0.

O Governo do Distrito Federal (GDF) detalhou os protocolos sanitários que deverão ser respeitados nos eventos esportivos que serão realizados com a presença de público no Estado. O decreto que libera torcida nas arenas foi publicado em edição extra do Diário Oficial do DF, nesta quinta-feira, e assinado pelo governador em exercício do Distrito Federal, Pacto Britto.

"Vai ser autorizada presença de público nessas competições. A presença de público será restrita a pessoas imunizadas, mediante apresentação no momento da entrada do evento de comprovante original de imunização contra Covid-19 com segunda dose ou dose única, administrada 15 dias antes da partida, e comprovante de PCR negativo de Covid-19, realizado com 48 horas de antecedência do jogo", explicou o secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, em coletiva de imprensa realizada nesta.

A apresentação do cartão de vacinação e do resultado do exame é cumulativa e obrigatória, isto é, os dois documentos deverão ser apresentados juntos, e não só um deles, na entrada nos estádios. Menores de 18 anos e gestantes não poderão estar presentes. Os ingressos serão vendidos apenas virtualmente.

Segundo Gustavo Rocha, em caso de descumprimento do protocolo, haverá aplicação de multa ao torcedor de R$ 1 mil e de R$ 100 mil à empresa organizadora do evento.

A Conmebol liberou a presença de público nos estádios desde o último domingo, dias antes do início do mata-mata da Libertadores e Sul-Americana. A entidade publicou um novo protocolo para regular a volta gradual de torcedores aos estádios e sugere a liberação de pessoas com vacinação completa ou teste RT-PCR negativo, além do veto aos menores de 18 anos, grávidas e pessoas com comorbidades. No entanto, para que o jogo seja disputado com torcedores, os clubes devem obter a autorização das autoridades locais, algo que o Flamengo não conseguiu no Rio, mas em Brasília.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895