Presidente da Fifa pede estádios com nome de Pelé para países-membros da entidade

Presidente da Fifa pede estádios com nome de Pelé para países-membros da entidade

Representante máximo da entidade compareceu à Vila Belmiro, em Santos, para se despedir do Rei do Futebol

R7

publicidade

Gianni Infantino, presidente da Fifa, foi à Vila Belmiro, em Santos, para se despedir do Rei do Futebol. Antes de entrar no estádio, o dirigente afirmou que fará um pedido para que todos os países-membros da entidade prestem homenagens à Pelé e nomeiem ao menos um estádio com o nome do ex-jogador. 

"Como Fifa, vamos homenagear o Rei, e pedimos para que o mundo inteiro respeite um minuto de silêncio. Vamos pedir para que todos os países tenham pelo menos um estádio com o nome de Pelé, para que as crianças saibam a importância dele", afirmou para a imprensa no portão de entrada.

Além de Infantino, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, foram ao estádio do Peixe. Rodrigues relembrou a primeira vez que viu o maior atleta do século em campo.

"É um momento que eu jamais vou esquecer. O Santos venceu por 3 a 1, e ele fez o terceiro gol. A torcida ia à loucura sempre que Pelé pegava na bola. Acho que todo mundo era Santos", comentou.

O velório de Pelé começou nesta segunda-feira (2), às 10h, na Vila Belmiro, em Santos. A cerimônia é aberta para o público e se encerra na terça-feira (3), também às 10h. O corpo do Rei do Futebol deve passar pela cidade em cortejo até o canal 6, onde mora a mãe do ex-jogador, Celeste Arantes do Nascimento. O sepultamento será em seguida, a partir das 14h, no Memorial Necrópole Ecumênica, e é reservado para os familiares.


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV desta terça-feira, 23 de abril

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura



Placar CP desta terça-feira, 23 de abril: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895