Presidente da Fifa quer ajuda de vídeo para os árbitros na Copa de 2018

Presidente da Fifa quer ajuda de vídeo para os árbitros na Copa de 2018

Gianni Infantino viu em testes que a nova estratégia não tem impacto na fluidez do jogo

AFP

Gianni Infantino viu em testes que a nova estratégia não tem impacto na fluidez do jogo

publicidade

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, declarou nesta terça-feira, em entrevista ao jornal francês Le Parisien, que espera que a arbitragem seja auxiliada com vídeos na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. "Eu era bastante cético, porque temia que o vídeo tivesse impacto na fluidez do jogo", disse o presidente da Fifa, em conversa com os leitores do jornal. "Mas durante os testes, me dei conta de que não era o caso".

A IFAB, entidade que comanda as regras de jogo do futebol, havia autorizado em março testes em condições reais de partidas por dois anos, primeiro passo para o uso da ajuda do vídeo na arbitragem, o que seria uma das maiores mudanças da história do futebol. Vários países já testaram a assistência do vídeo, como Brasil, Estados Unidos, Alemanha, Austrália, França, Itália, Holanda e Portugal, sob a responsabilidade das respectivas federações nacionais.

"Multiplicaremos os testes durante dois anos e, em março de 2018, decidiremos", explicou Infantino. "Espero que tenhamos a assistência do vídeo na Copa do Mundo de 2018". Há quatro casos em que se pode recorrer ao vídeo, segundo o protocolo experimental da IFAB: gol marcado, cartão vermelho, pênalti e erro em relação à identidade de um jogador.

Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV desta terça-feira, 16 de abril

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura



Placar CP desta terça-feira, 16 de abril: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895