Recuperado de lesão, Churín crê na força do grupo do Grêmio para retomar vitórias
patrocinado por

Recuperado de lesão, Churín crê na força do grupo do Grêmio para retomar vitórias

Atacante argentino ficou de fora da equipe por três semanas e deve retornar na partida contra o Botafogo

Correio do Povo

Churín ficou de fora três semanas

publicidade

Após três semanas lesionado, o centroavante Diego Churín deve ser titular na partida do Grêmio contra o Botafogo, na próxima segunda-feira, às 20h, pelo Brasileirão. O atacante é candidato para substituir o titular Diego Souza, suspenso. Na avaliação do argentino, o Tricolor precisa focar no trabalho do dia a dia para reencontrar o caminho das vitórias e superar os detalhes que fizeram com que o time perdesse pontos no campeonato. A equipe gremista não vence há sete jogos. 

"Estas coisas acontecem, quando ficamos muitos jogos sem perder trabalhamos da mesma maneira. Agora estamos pagando muito caro, antes não acontecia isso, mas o grupo é forte e fazemos de tudo para vencer. Temos que ter a cabeça fria", disse em coletiva nesta sexta-feira. "Temos que trabalhar no dia-a-dia para chegar na melhor condição possível. Enfrentaremos com muita vontade e competência a final com o Palmeiras", acrescentou já projetando a decisão da Copa do Brasil, nos dias 28 de fevereiro e 7 de março. 

A volta do atacante aos treinos foi um alívio para o atleta, que revela nunca ter passado por isso em toda a carreira. Ele se ausentou das atividades por três semanas e de acordo com o departamento médico gremista está totalmente recuperado. "É primeira vez que fico muito tempo sem jogar por causa de lesão". 

Contratado ainda em 2020, Churín elogiou o grupo do Tricolor e a recepção que tanto ele, quanto o chileno César Pinares tiveram quando chegaram em Porto Alegre. "O grupo do Grêmio nos recebeu da melhor maneira, é um grupo muito bom, um dos melhores da minha carreira futebolística".

Na partida contra o Santos, o chileno foi motivo de "polêmica", ao se recusar a entrar quando chamado pelo técnico Renato Portaluppi. Em sua coletiva, o treinador explicou que o jogador acusou desconfortos musculares e preferiu não arriscar. Na mesma linha do chefe, Churín garantiu que o companheiro está feliz no clube e a situação está superada: "Ele está muito feliz e empolgado, é uma grande oportunidade na carreira e nós estamos muito felizes no Grêmio". 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895