Reunião nesta quinta irá discutir protocolos para torcida nos estádios do RS
patrocinado por

Reunião nesta quinta irá discutir protocolos para torcida nos estádios do RS

De acordo com presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, encontro vai estabelecer normas que constarão em decreto a ser publicado na sexta-feira

Correio do Povo

Medida será válida para o Gre-Nal, que ocorre no Beira-Rio no próximo sábado

publicidade

Uma reunião entre governo do Estado, clubes e Federação Gaúcha de Futebol (FGF), marcada para esta quinta-feira, irá discutir normas que constarão em decreto sobre aumento para 50% da capacidade das torcidas em estádios gaúchos. A informação foi dada pelo presidente do FGF, Luciano Hocsman, em entrevista à Rádio Guaíba, nesta quarta-feira. A nova flexibilização para eventos esportivos foi anunciada pelo Gabinete de Crise na tarde de hoje. Já o decreto será publicado na sexta-feira. 

"Nessa reunião de hoje o governo analisou e liberou sobre os primeiros 50%, na semana que vem temos outra reunião. Amanhã temos uma reunião marcada com eles [governo], clubes e Federação, pra estabelecer normas que vão constar no decreto", contou Hocsman em entrevista ao programa Repórter Esportivo

Veja Também

De acordo com ele, a entidade apresentou um cronograma que prevê deliberações para aumento gradual de torcidas até o fim do ano. Contudo, irá buscar fazer essa "cobrança" por meio de reuniões semanais. "O passo a passo é basicamente esse. A medida é: provocação e deliberação." O dirigente ainda destacou que não houve, por nenhuma parte envolvida, qualquer tipo de "condicionante" à nova liberação devido proximidade do Gre-Nal, confronto que ocorre este sábado, às 19h, no Beira-Rio, pela 30ª rodada do Brasileirão. 

O clássico gaúcho do próximo sábado também irá contar com outra novidade: o Grêmio não contará com sua torcida no estádio colorado. A ausência dos torcedores obedece a uma liminar acatada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Futebol, deliberada no fim da tarde de hoje.

Além disso, a punição prevê que o Grêmio jogue de portões fechados quando for mandante da partida. A medida vale até o julgamento da invasão de torcedores do Grêmio no gramado da Arena, na partida que ocorreu no dia 31 de outubro. Naquela ação, apoiadores do time partiram para cima da cabine do VAR, desmontando o equipamento e atirando a tela da TV no chão.

Hocsman disse que a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) acompanha a situação por meio de sua imprensa e se coloca à disposição do time gremista. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895