Richarlison pede respeito e diz atuar melhor pela seleção do que no Everton

Richarlison pede respeito e diz atuar melhor pela seleção do que no Everton

Atacante voltou a ser chamado pelo técnico Tite

AE

O atacante avaliou que atua melhor pelo país natal do que pelo clube inglês

publicidade

De volta à lista de convocação do técnico Tite, Richarlison demonstrou ter ficado incomodado com alguns comentários na imprensa durante o tempo que esteve fora. O jogador do Everton cobrou mais respeito e afirmou que se sente muito bem e "em casa" com a camisa da seleção brasileira. O atacante avaliou que atua melhor pelo país natal do que pelo clube inglês.

"Eu fiquei com um sentimento de tristeza. Fiquei fora por uma lesão séria e muitos repórteres e comentaristas já me viam fora da Copa do Mundo. Eu estava com a cabeça tranquila, sei do meu talento, do meu potencial e já tenho um histórico com a camisa da seleção. Deviam ter um pouco de respeito porque a gente trabalha sério", disse. "Vimos a evolução dos novos jogadores que chegaram, a concorrência cresceu bastante", afirmou o jogador, que analisou o momento vivido pelo Everton no Campeonato Inglês. O atleta se recuperou de uma lesão na panturrilha que o tirou dos gramados no fim de 2021.

"O time não vive a melhor fase, mas vou fazendo meu melhor. Aqui eu me sinto à vontade, me sinto em casa. Acho que jogo até melhor aqui do que no meu clube", enfatizou. "Depois da minha lesão, eu voltei bem. Venho em uma sequência boa, mesmo o time não conseguindo as vitórias. Até por isso eu voltei para a seleção. Temos 11 jogos ainda, mas a equipe vai evoluir. A dispensa do treinador e a perda de quatro jogadores importantes afetou o grupo", analisou o atacante.

Richarlison tem jogado mais centralizado na função de centroavante desde o início da temporada. O atacante ainda não sabe como será usado por Tite, mas sabe que pode esperar uma acirrada briga por vaga nas convocações independentemente da posição.

"Agora é continuar meu foco, sempre que vim aqui dei minha vida, na maioria dos jogos fui titular. É continuar na pegada, seguindo os esquemas que o professor Tite tem e evoluir a cada partida e a cada treino. Está chegando o mês da copa e temos que estar preparados. Estamos falando de seleção brasileira, todo dia surge um atacante novo, então a disputa é bem grande", disse.

A seleção brasileira iniciou nesta segunda-feira a preparação para os dois últimos jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Os convocados de Tite enfrentarão o Chile na próxima quinta-feira, às 20h30, no estádio do Maracanã. Depois, o adversário será a Bolívia, fora de casa, no dia 29.

"O Chile é uma equipe que briga muito, a gente viu isso na Copa América. Teremos o apoio do nosso torcedor no Maracanã, que vai estar lotado. Eu venho jogando de centroavante no Everton, a temporada toda. É esperar o que o Tite vai me falar, não sei onde vou jogar, mas o importante é estar entre os 11", confessou Richarlison.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895