River Plate faz 6 a 2 no Nacional-URU e pega o Palmeiras na semifinal da Libertadores
patrocinado por

River Plate faz 6 a 2 no Nacional-URU e pega o Palmeiras na semifinal da Libertadores

Argentinos patrolaram uruguaios com placar agregado de 8 a 2

AE

Goleada ficou mais fácil após expulsão de goleiro

publicidade

O River Plate será o adversário do Palmeiras em uma das semifinais da Copa Libertadores. Nesta quinta-feira, massacrou o Nacional do Uruguai por 6 a 2, no Parque Central, em Montevidéu, no jogo de volta das quartas de final. Está, assim, pelo quarto ano seguido entre os quatro melhores times da América do Sul.

Nesta quinta-feira, o River havia entrado em campo com boa vantagem por ter vencido o duelo de ida por 2 a 0. E conseguiu um placar agregado de 8 a 2 em uma partida que ficou fácil após a expulsão do goleiro Rochet, do Nacional, aos 16 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, Borré brilhou ao marcar três gols em um período de menos de 15 minutos para o time argentino.

A Conmebol ainda divulgará a tabela das semifinais da Libertadores, mas reservou os meios de semana dos dias 5 a 7 de janeiro de 2021 e o seguinte, de 12 a 14, para os confrontos. A outra série terá o Santos encarando o vencedor do confronto entre Racing e Boca Juniors.

O duelo entre Palmeiras e River Plate aconteceu nas semifinais da Libertadores de 1999, ano em que o time paulista foi campeão continental. Naquela oportunidade, perdeu na Argentina por 1 a 0, triunfando por 3 a 0 em São Paulo, no duelo de volta, com uma histórica atuação de Alex.

Agora, o Palmeiras será mandante do segundo confronto novamente por ter feito melhor campanha. Liderou o seu grupo com 16 pontos, depois eliminando Delfín e Libertad no mata-mata. O River também foi o primeiro da sua chave, mas com 13 pontos. E eliminou o Athletico-PR nas oitavas de final, antes de encarar o Nacional do Uruguai. Agora, os times se encontram para definir quem estará no Maracanã em 30 de janeiro para a finalíssima da Libertadores.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895