Brasil desafia Uruguai em jogo inédito fora das Américas
capa

Brasil desafia Uruguai em jogo inédito fora das Américas

Em 102 anos de confrontos, seleções se enfrentaram 74 vezes no continente sul-americano e uma vez no México

Por
Correio do Povo

Arthur será titular no amistoso da tarde desta sexta-feira

publicidade

A Seleção Brasileira realiza nesta sexta-feira em Londres, no estádio do Arsenal, o seu penúltimo compromisso do ano, contra o Uruguai, às 18h (horário de Brasília). Na terça-feira, em Milton Keynes, nas cercanias da capital inglesa, a equipe de Tite vai enfrentar Camarões, primeiro rival africano do técnico, no cargo desde 2016.

Nunca antes Brasil x Uruguai havia sido realizado fora das Américas. Em 102 anos de confrontos, as duas seleções se enfrentaram 74 vezes na América do Sul, e uma no México, na Copa de 1970. Além disso, os dois times não se enfrentam amistosamente há 23 anos. O último foi em 11 de outubro de 1995, na Fonte Nova, em Salvador, com vitória brasileira por 2 a 0, com gols de Ronaldo.

“É uma partida muito importante para a gente, um rival de peso, a gente sabe da nossa rivalidade com eles e a dificuldade que é jogar contra o Uruguai”, disse o lateral Filipe Luís. Em relação à escalação que bateu os argentinos, Tite não terá o volante Casemiro e o meia Philippe Coutinho, lesionados.

O único atleta convocado que atua no país é o zagueiro Dedé, do Cruzeiro. A equipe deve atuar com Alisson; Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Walace, Arthur e Renato Augusto (Paulinho); Douglas Costa, Neymar e Firmino. O Uruguai chega com uma série de desfalques, entre lesionados (o goleiro Muslera, os zagueiros Godín e Saracchi e o atacante Stuani) e os envolvidos na final da Libertadores (Nández e Mayada).

Agora firmado como capitão, Neymar deu entrevista ontem, ao lado do filho Lucca. “Estou feliz por ser o líder da Seleção de várias formas. Espero ajudar o nosso grupo e passar coisas boas, além de ser vitorioso”, disse o atacante. “Tive um aprendizado muito grande esse ano”, avaliou.