Brasil encara Peru em busca de vaga nas quartas e apoio da torcida
capa

Brasil encara Peru em busca de vaga nas quartas e apoio da torcida

Vencedor garante classificação em primeiro lugar no Grupo A da Copa América 2019

Por
AFP

Seleção realiza treinos em São Paulo visando jogo decisivo contra o Peru

publicidade

Foram semanas difíceis para o Brasil. A passagem do furacão Neymar abalou as estruturas da Seleção e agora, na última partida na fase de grupos, a equipe terá missão dupla: vencer o Peru para se classificar às quartas de final e reconquistar a torcida, que não vem poupando vaias na Copa América. A partida definirá o líder do Grupo A e será disputada neste sábado às 16h na Arena Corinthians, em São Paulo.

Sob pressão

A ferida pelo empate sem gol contra a ferrenha retranca armada pela Venezuela do técnico Rafael Dudamel ainda não cicatrizou. A incapacidade de balançar as redes venezuelanas reviveu o fantasma do lesionado Neymar, cujo escândalo policial pairava sobre as intenções da Seleção de conquistar pela 9ª vez o título da Copa América. 

ACOMPANHE A PARTIDA MINUTO A MINUTO ÀS 16h

Os dribles e gols do craque do PSG, porém, fizeram falta em Salvador. E a atuação brasileira voltou a impacientar a torcida, que já não vem mostrando muita empolgação com a Copa América, sequer lotando os estádios nas partidas do Brasil. 

Antes, na estreia contra a Bolívia em São Paulo, que terminou com vitória brasileira por 3 a 0, a torcida não se mostrou convencida e, assim como no duelo contra a Venezuela, vaias puderam ser ouvidas das arquibancadas. Neste sábado, de volta a São Paulo, a esperança da Seleção é conseguir reconquistar a torcida. "Temos muita motivação, é um jogo importante, muito difícil e um adversário muito qualificado como todos que vieram à Copa América", declarou Philippe Coutinho, meia do Barcelona e autor de dois gols nesta Copa América. 

O meia Arthur estará disponível para jogar, recuperado de um golpe sofrido na partida contra a Venezuela, mas Fernandinho é dúvida devido a uma lesão no joelho direito. Casemiro e Coutinho chegam ao jogo pendurados e, caso recebam outro cartão amarelo, ficarão de fora de um eventual confronto nas quartas de final. "Será um jogo difícil", declarou à AFP o ex-lateral-direito brasileiro Cafu. 

"O Peru tem totais condições de passar para a próxima fase". O capitão do penta garantiu que, na Arena Corinthians, os torcedores certamente apoiarão a Seleção devido ao estilo do estádio, que permite uma maior aproximação dos jogadores à torcida. "Isso vai facilitar o trabalho da seleção brasileira", afirmou. 

No último treino antes da partida, o técnico Tite fez mistério. Abriu a atividade por apenas 15 minutos. Mas, na parte liberada para a imprensa, foi possível ver Everton e Gabriel Jesus trabalhando entre os titulares, o que pode indicar mudanças no setor ofensivo para o duelo diante do Peru. 

Dúvida na zaga

O Peru versão 2019 destoa um pouco da equipe que foi buscar a classificação para a Copa do Mundo da Rússia 2018, após 36 anos de ausência. Sem os zagueiros que sustentavam a defesa peruana, Christian Ramos e Alberto 'Mudo' Rodríguez, o técnico Ricardo Gareca não conseguiu encontrar a mesma segurança atrás. 

E, para piorar, é possível que a dupla de zaga em que Gareca confia não poderá enfrentar o Brasil. Carlos Zambrano sentiu um incômodo na vitória por 3 a 1 sobre a Bolívia e não treinou com os companheiros na quinta-feira. Seu substituto seria Miguel Araujo ao lado de Luis Abram. "Temos a confiança intacta, o professor sempre confia em nós e isso é importante", declarou Yoshimar Yotún, ex-jogador do Vasco e um dos líderes do meio de campo peruano. 

Mais uma vez, a principal aposta peruana será Paolo Guerrero, maior artilheiro em atividade da Copa América com 12 gols, empatado com o chileno Eduardo Vargas. Guerrero conhece como poucos o técnico Tite, que comandou o atacante na conquista do Mundial de Clubes pelo Corinthians em 2012. "Vamos fazer de tudo para ganhar porque queremos nos classificar", alertou o hoje atacante do Internacional. 

O Peru também precisa ficar atento com os pendurados, já que quatro de seus jogadores (Zambrano, Guerrero, André Carrillo e Renato Tapia) poderiam ficar de fora das quartas de final caso recebem outro cartão.

Fazendo contas

A equipe vencedora deste confronto chegará a sete pontos e terminará como primeira colocada do Grupo A. A outra seleção terá que esperar pelo placar da partida entre Venezuela, que tem dois pontos, e Bolívia, que ainda não pontuou. 

Em caso de empate entre brasileiros e peruanos e a Venezuela vencer a Bolívia, os dois classificados serão definidos pelo saldo de gol e o terceiro terá que esperar a definição de todos os grupos. 

Copa América - terceira rodada

Brasil
Alisson; Dani Alves, Thiago Silva, Marquinhos, Filipe Luis; Arthur, Casemiro, Philippe Coutinho; Richarlison (Gabriel Jesus), Roberto Firmino e Everton (David Neres). Técnico: Tite. 

Peru
Gallese; Advincula, Zambrano (Miguel Araujo), Luis Abram e Trauco; Yotún, Tapia, Andy Polo e Cueva; Farfán e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca. 

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP) 

Horário: 16h