Brasil vence o Chile e está na semifinal da Copa América

Brasil vence o Chile e está na semifinal da Copa América

Lucas Paquetá marcou único gol do jogo, que garantiu confronto contra o Peru; Gabriel Jesus, expulso, será desfalque

Nicholas Lyra

Brasil venceu o Chile com gol de Lucas Paquetá

publicidade

O Brasil garantiu classificação para a próxima fase da Copa América. Com sofrimento, venceu o Chile por 1 a 0 na noite desta sexta-feira, e precisou se segurar com um a menos em partida realizada no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Com o resultado, a Seleção está na semifinal da Copa América, e enfrenta o Peru. 

O único gol da partida foi marcado no início do segundo tempo. Lucas Paquetá tabelou com Neymar e decidiu a favor da Seleção Brasileira. Um minuto depois, Gabriel Jesus acertou uma voadora no chileno e foi expulso. 

A semifinal da Copa América, entre Brasil e Peru, acontece na segunda-feira, às 20h, no Engenhão, no Rio de Janeiro. A definição da segunda semifinal acontece neste sábado, com os confrontos entre Uruguai x Colômbia e Argentina x Equador. 

Primeiro tempo de pouca criação 

Antes da partida, o técnico Tite perdeu Alex Sandro, por conta de dores musculares no posterior da coxa esquerda. Assim, o titular foi o lateral do Atletico de Madrid, Renan Lodi. No gol, a opção mais uma vez foi por Ederson. 

O jogo começou morno, e o Brasil só conseguiu criar uma chance de perigo aos 22 minutos. Neymar, pela esquerda, limpou a marcação em velocidade e optou pela jogada individual em vez de soltar na ultrapassagem. Ele cruzou de canhota no segundo pau, buscando Firmino na pequena área. O atacante do Liverpool chegou atrasado e pegou mal, sem conseguir concluir para o gol.

A resposta do Chile veio minutos depois. Aos 27, Vargas recebeu pela direita em contra-ataque e avançou sobre a marcação. Ele entortou Thiago Silva e bateu cruzado, obrigando Ederson a espalmar para escanteio.

No entanto, as poucas chances de gol foram isoladas. O meio campo do Brasil quase não conseguiu criar, e as tramas principalmente pela direita, envolvendo Neymar, Firmino e Jesus, foram raras. Com boa marcação, o Chile congestionou o setor.

O Brasil só encontrou uma brecha aos 44, quando teve a melhor oportunidade. Neymar enfiou boa bola para Gabriel Jesus, que ganhou na marra a jogada. Ele avançou e chutou forte, obrigando Bravo a mandar para escanteio. A intervenção do goleiro foi fundamental para levar o placar em 0 a 0 ao intervalo.

Segundo tempo com gol e expulsão

Para tentar dar um pouco mais de criação ao setor de meio, o técnico Tite optou por colocar em campo Lucas Paquetá. Ele sacou Firmino, que pouco participou da produção ofensiva nos 45 minutos iniciais.

E a estrela de Tite brilhou logo aos 2 minutos da etapa final. Na primeira jogada ofensiva, boa trama. Fred achou passe para Casemiro, que colocou de primeira para o meio da área. Paquetá se desprendeu da marcação e veio tabelar com Neymar. Ele recebeu bom passe com o lado do pé do atacante, e saiu na cara de Bravo. Paquetá fuzilou, sem chances para o goleiro chileno, abrindo o placar para a Seleção.

Um minuto depois, o prejuízo. Gabriel Jesus foi expulso direto após entrada muito feia em Mena. Ele subiu o pé na altura do rosto e acertou uma voadora no chileno. O atacante brasileiro percebeu que fez bobagem assim que caiu no gramado. Colocou as mãos na cabeça e sequer reclamou do cartão vermelho, que deixou o Brasil com um a menos.

Com um a mais, o Chile cresceu no jogo e ensaiou pressão no Brasil. Ocupou o campo do adversário, enquanto Tite baixou as linhas e manteve o time mais compacto. Martín Lasarte optou pelo atacante do Inter, Carlos Palacios, para tentar explorar a velocidade e as laterais do campo.

Aos 24, nova boa chance do Chile. Depois de cruzamento pela esquerda, Brereton cabeceou da marca do pênalti. A bola bateu caprichosamente no travessão, assustando Ederson. O Chile seguiu pressionando. Logo depois, Meneses levou perigo em conclusão que o goleiro mandou para escanteio. Apesar disso, a pressão não resultou em gol, e o Brasil garantiu classificação às semifinais para enfrentar o Peru.

Copa América - Quartas de final 

Brasil 1

Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Fred e Casemiro; Gabriel Jesus, Richarlison, Firmino e Neymar. Técnico: Tite

Chile 0

Bravo; Isla, Medel, Sierralta, Vegas e Mena; Pulgar, Vidal e Aranguiz; Sanchez e Vargas. Técnico: Martín Lasarte

Gols: Lucas Paquetá (2/2T)

Cartões amarelos: Ederson (Brasil); Sierralta e Palacios (Chile)

Cartões vermelhos: Gabriel Jesus (Brasil)

Arbitragem: Patricio Loustau (ARG)

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data e hora: 02/07, às 21h


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895