Colômbia protesta na Conmebol por gol de Firmino contra o Brasil

Colômbia protesta na Conmebol por gol de Firmino contra o Brasil

Lance iniciou com a bola batendo no árbitro argentino Nestor Pitana e terminou em gol

Correio do Povo

Partida foi marcada por lance com o árbitro Nestor Pitana

publicidade

A Federação Colombiana de Futebol entrou com uma representação na Conmebol, na tarde desta quinta-feira, pelo primeiro gol brasileiro no duelo entre Colômbia e Brasil, na última quarta-feira, anotado aos 77 minutos por Roberto Firmino. No tento, que iniciou a virada da seleção de Tite, a bola bateu no árbitro argentino Nestor Pitana, que entendeu o lance como normal sem resultar em benefício ao time atacante, e mandou o jogo seguir.

Em nota, a entidade entende que o próprio VAR indicou a Pitana que o lance iria parar em um jogador colombiano, e que o árbitro de vídeo e o principal não aplicaram "a regra 9 e incidiram diretamente no resultado". A tese é que o lance gerou um ataque promissor.

"O VAR chegou a indicar ao árbitro que o passe do jogador brasileiro que quicou no árbitro seria recebido por um colombiano. No entanto, o juiz central e os árbitros do VAR decidiram omitir a aplicação da regra 9 das regras do jogo, afetando diretamente o resultado da partida", informou a federação colombiana em comunicado. Na solicitação, a Federação quer que a equipe de arbitragem seja suspensa imediatamente. 

Apesar da representação, a Conmebol garantiu em seu site que, embora a bola tocasse o árbitro, ele permitiu que o jogo continuasse, tomando uma decisão de acordo com as regras, porque a bola não foi direto para o gol, não mudou de posse, nem deu início a um ataque promissor.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895