capa

Empresa suspende ações promocionais para a Copa América estreladas por Neymar

Operadora de cartões afirmou que peças não serão ativadas até que denúncias de estupro sejam esclarecidas

Por
Correio do Povo

Campanha é focada em promover o uso do pagamento por aproximação.

publicidade

A Mastercard anunciou nesta quinta-feira a suspensão de parte da campanha publicitária estrelada pelo jogador Neymar que veicularia para a Copa América em decorrência das acusações de estupro contra o camisa 10 da Seleção Brasileira, da qual também é patrocinadora.

A empresa, uma das 11 marcas anunciadas no site oficial do atleta, emitiu uma nota à imprensa informando a decisão. "Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido”, diz o texto.

No início da semana, a operadora de cartões de crédito havia se pronunciado sobre o caso. "Nós estamos cientes e preocupados com as sérias alegações. Continuaremos acompanhando a situação", havia afirmado. Também patrocinador do atleta, a Nike emitiu um posicionamento na ocasião. “Estamos profundamente preocupados com essas acusações e seguimos acompanhando de perto a situação”, diz a nota da marca.

O atacante foi cortado da Seleção Brasileira depois de sofrer romper no ligamento do tornozelo direito aos 18 minutos do primeiro tempo do jogo contra o Catar, realizado na noite dessa quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.