Seleção brasileira olímpica bate Coreia do Sul de virada em amistoso no Egito

Seleção brasileira olímpica bate Coreia do Sul de virada em amistoso no Egito

Próximo compromisso da seleção olímpica é contra o Egito

AE

Brasil venceu por 3 a 1 a Coreia do SUl

publicidade

Em seu primeiro desafio após a pausa das competições em razão da pandemia de Covid-19, a seleção brasileira olímpica derrotou a Coreia do Sul por 3 a 1, neste sábado, em amistoso realizado no Cairo, no Egito. A vitória foi assegurada de virada, com gols de Matheus Cunha, Rodrygo e Reinier após Lee Donggyeong abrir o placar para os sul-coreanos.

Em preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021, a seleção olímpica mostrou boa movimentação no ataque, que funcionou bem, enquanto que a defesa deixou a desejar no duelo disputado no Al Salan Stadium.

Os atacantes fizeram a diferença para o triunfo do time comandado por André Jardine. O trio de ataque formado por David Neres, Rodrygo e Matheus Cunha teve grande atuação. Com muita movimentação e troca de posições, os homens de frente incomodaram a defesa adversária e ajudaram Reinier também na criação das jogadas.

Mas o Brasil demorou um pouco a encaixar seu jogo. Com problemas na defesa, a equipe brasileira foi vazada na primeira etapa logo aos seis minutos. Lee Donggyeong recebeu de Oh Sehun, bateu colocado e contou com desvio para a bola enganar o goleiro Phelipe e entrar no cantor esquerdo.

Fechada em seu campo de defesa, a seleção da Coreia do Sul teve a chance para ampliar depois que Kim Daewon foi derrubado na área por Lyanco. Oh Sehun, porém, cobrou o pênalti para fora após resvalar no travessão. A penalidade perdida pelo rival fez o Brasil acordar.

Com mais volume de jogo, os comandados de André Jardine foram para cima e criaram aos menos cinco oportunidades de gols até balançarem as redes com Matheus Cunha. No lance, o atacante do Hertha Berlin pegou o rebote de finalização de Rodrygo defendida pelo goleiro Song Bumkeun e estufou as redes em arremate de esquerda aos 41 minutos do primeiro tempo.

Na etapa final, a seleção brasileira encurralou os sul-coreanos e construiu a vitória com naturalidade. A virada foi consumada aos 15 minutos. Após bela jogada de David Neres, o atacante do Ajax finalizou para a defesa de Song Bumkeun. Na sobra, Rodrygo apareceu para escorar para o gol e colocar a equipe em vantagem.

O resultado foi definido aos 27 minutos. Emerson desceu pela direita e acionou Matheus Cunha na entrada da área. O atacante tabelou com Reinier, que recebeu de volta e bateu colocado na saída do goleiro para selar o triunfo no Egito.

O próximo compromisso da seleção olímpica é contra o Egito. O duelo está marcado para terça-feira, às 16h (horário de Brasília). Os atletas serão liberados no dia seguinte para voltarem a seus clubes e a preparação para a Olimpíada de Tóquio seguirá no ano que vem. Por conta do adiamento dos Jogos de 2020 para 2021, o futebol olímpico terá limite de idade de 24 anos, e não mais 23.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895