Suns dominam os Bucks novamente e abrem 2 a 0 nas finais da NBA
patrocinado por

Suns dominam os Bucks novamente e abrem 2 a 0 nas finais da NBA

Equipe de Phoenix fez 118 a 108 antes dos dois próximos jogos fora de casa

AE

Suns dominam os Bucks novamente e abrem 2 a 0 nas finais da NBA

publicidade

Com um roteiro semelhante ao do primeiro jogo, o Phoenix Suns voltou a dominar o Milwaukee Bucks na noite desta quinta-feira, venceu por 118 a 108 e abriu vantagem nas finais da NBA. O novo triunfo em casa deixou os Suns liderando a série por 2 a 0, antes da viagem para duas partidas seguidas em Milwaukee. O jogo três será no domingo e o quarto, no dia 14, quarta-feira que vem. 

Como aconteceu no primeiro jogo das finais, na terça, os Suns contaram com a liderança do maestro Chris Paul, autor de 23 pontos e oito assistências. Desta vez, o time da casa não concentrou tanto seu jogo no seu principal jogador e exibiu atuação mais coletiva, em detrimento da performance dos Bucks, centralizada em Giannis Antetokounmpo. 

Novamente sem aparentar dores, o grego foi ainda melhor do que no primeiro jogo, quando os Suns venceram por 118 a 105. Cestinha da partida, ele anotou 42 pontos e pegou 12 rebotes, anotando mais um "double-double". Porém, não contou com o apoio, geralmente decisivo, de Khris Middleton, mais discreto nesta quinta, com 11 pontos e oito assistências. Jrue Holiday contribuiu com 17 pontos e o reserva Pat Connaughton, com 14. 

Para efeito de comparação, apenas três titulares dos Bucks registraram dois dígitos de pontuação, contra os cinco principais jogadores dos Suns. Devin Booker ofuscou os demais, com seus 31 pontos e certeiros arremessos de três pontos. Mikal Bridges contribuiu com 27, Jae Crowder, com 11 (e 10 rebotes), e Deandre Ayton, com 10 pontos (e 11 rebotes). 

Diferentemente do primeiro jogo, desta vez os Bucks começaram melhor. Mais atento, o time visitante saiu na frente, mas não conseguia abrir boa vantagem porque os Suns descontavam nos arremessos de três pontos. Os Bucks fecharam o primeiro período com vantagem pequena: 29 a 26. 

No segundo quarto, os anfitriões engrenaram e viraram o placar. A atuação coletiva começava a fazer a diferença, diante do foco dos Bucks em Antetokounmpo. Foram 14 pontos de vantagem somente neste quarto (30 a 16). Daí em diante os Suns não perderam mais a liderança do marcador. 

Então discreto no jogo, Antetokounmpo deslanchou no terceiro quarto. Ele anotou nada menos que 20 pontos, maior pontuação em apenas um quarto em finais desde que Michael Jordan anotou 22 em 1993 - curiosamente o astro do Chicago Bulls obteve o feito contra os Suns. 

Se o terceiro quarto foi do grego, o último quarto foi protagonizado por Devin Booker, brilhando nas cestas de três. O ala-armador converteu sete destes arremessos ao longo da partida, permitindo ao time de Phoenix manter boa vantagem no placar, que chegou a 101 a 88 neste período. Os Bucks esboçaram ligeira reação, mas o trabalho coletivo dos Suns conteve o ímpeto final dos visitantes para confirmar a vitória.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895