Surfista brasileiro é suspenso por 20 meses por uso de doping
patrocinado por

Surfista brasileiro é suspenso por 20 meses por uso de doping

Raoni Monteiro, de 33 anos, foi flagrado em exame realizado em dezembro, na etapa de Pipeline

Lancepress

Raoni Monteiro não poderá competir até 12 de agosto de 2016

publicidade

A Liga Mundial de Surfe (WSL) comunicou nesta quarta-feira que o surfista brasileiro Raoni Monteiro foi suspenso por 20 meses por ter sido flagrado no exame antidoping durante a etapa de Pipeline, no Havaí, em dezembro de 2014. O exame mostrou uso de substância proibida, cujo nome não foi divulgado pela associação. Segundo a nota, a investigação contou com total colaboração do surfista, que fez o uso sem intenção da substância. Ele alegou que usou um medicamento receitado por seu fisiologista.

"Cometi um erro sem querer, mas há regras para serem seguidas e eu as violei. Estou pensando em trabalhar forte nesse tempo sem competir, voltar ao meu melhor e competir novamente no ano que vem", declarou Raoni na nota da WSL.

Natural de Saquarema (RJ), Raoni Monteiro, de 33 anos, não poderá competir até 12 de agosto de 2016. No ano passado, ele terminou em 35º lugar no WCT e acabou deixando a elite do surfe mundial. Foi na mesma etapa de Pipeline que Gabriel Medina sagrou-se campeão mundial no ano passado. Este é apenas o segundo caso de doping no surfe profissional. O primeiro envolveu o também brasileiro Neco Padaratz, em 2005, em uma etapa na África do Sul.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895