Técnico da seleção de skate vê "pista perfeita" para etapa do circuito brasileiro em Porto Alegre

Técnico da seleção de skate vê "pista perfeita" para etapa do circuito brasileiro em Porto Alegre

Estruturas das modalidades street e park foram utilizadas para treino dos atletas e despertaram atenção na orla

Felipe Nabinger

A competição vai de sexta-feira até domingo

publicidade

Grandes nomes e futuros astros do skate começaram nesta quinta-feira a ocupar a maior pista da América Latina, na Orla do Guaíba, para os treinos livres da segunda etapa do circuito brasileiro de skate, o STU National. A competição, que vai de sexta-feira até domingo integra a programação dos 250 anos da Capital. “Porto Alegre é uma cidade muito conhecida no skate. Essa pista é perfeita, com vários obstáculos que encontramos nas etapas mundiais. É uma pista muito criativa, tanto no street quanto no park”, avalia Roger Mancha, 45, treinador da seleção brasileira que trouxe duas medalhas de prata das Olimpíadas de Tóquio, no ano passado.

Skatista de renome nos anos 1990 e 2000, Mancha acompanhava com atenção o treino de Gabriela Mazetto, 24. A atleta, integrante da seleção, era um dos nomes fortes para participar dos últimos Jogos Olímpicos. No entanto, ela acabou fora da disputa pela terceira vaga feminina, que ficou com Leticia Bufoni, pelo nascimento da filha, Liz. O técnico vê o skate “intrínseco” na cultura de Porto Alegre e acredita em um grande espetáculo para quem assistir ao torneio. Além de Gabriela, nomes da modalidade street como Lucas Rabelo e da modalidade park feminino, casos de Raicca Ventura e Luiz Francisco (Luizinho) estão confirmados. Outros nomes que representaram o Brasil na Olimpíada de Tóquio, como Pedro Barros, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Dora Varella e Pedro Quintas também são aguardados.

Sobre a chuva, prevista para Porto Alegre nos próximos dias, o técnico minimiza. “Era para estar chovendo agora e não está. Já participamos de muitos eventos com chuva, mas está tranquilo”. Uma equipe de poio secou a pista antes do início do treinamento, dando condições para a utilização pelos atletas. Os treinos seguem ao longo de todo o dia, com a realização do congresso técnico da competição no final da tarde.


Gabriela Mazetto, de Praia Grande, São Paulo, é um dos principais nomes da modalidade street no país. Foto: Guilherme Almeida
 

Além dos já consagrados, a expectativa é que surjam novos talentos. A paulistana Marina Praxedes de Lima, 10, começou a andar de skate com 6 anos e meio. Ela compete nos campeonatos principais desde o ano passado, tendo participado do STU em Criciúma. “Quero ser profissional, vencer as olimpíadas e também o X Games”, sonha a menina, que herdou o gosto pela modalidade do pai, Rogério Gonçalves de Lima, 47, que é vocalista de uma banda de punk rock. Ele diz que já não se arrisca mais sobre as quatro rodinhas. “Agora tenho boletos para pagar (risos). Acabamos deixando o nosso sonho um pouco de lado para seguir o dela”, explica.

Mesmo antes da competição começar oficialmente, muitas pessoas que passavam pela orla aproveitaram para prestigiar o treino dos atletas. O servidor público aposentado, Pedro Jeronymo, 70, realizava seu treino de corrida e parou para acompanhar. "É maravilhoso, algo espetacular que a prefeitura resolveu implementar. Hoje tem bastante gente olhando, imagina no final de semana", disse.

Aproveitou o feriado de Caravaggio, em Caxias do Sul, onde trabalha como fiscal de trânsito, Joelson Adão Queiroz De Dordi, 39, aproveitou a vinda a Capital para tomar chimarrão enquanto assistia às manobras. “A orla está maravilhosa. Vim conhecer a pista com meu filho. Nós dois gostamos de skate e paramos para ver”, explicou. “Ando um pouco. Estou gostando bastante, principalmente quando eles passam pelo corrimão”, disse Juan Rigo De Dordi, 10.

Confira a programação:

Sexta-feira, 27
9h às 10h – Treino livre Street feminino
9h às 10h – Treino livre Park feminino
10h às 11h – Coletiva de imprensa
11h às 12h – Treino livre Park feminino
10h às 12h30 – Treino livre Street masculino
10h às 12h40 – Treino livre Park masculino
12h40 às 13h50 – Treino livre Park feminino
13h às 16h20 – Eliminatórias Street masculino
15h às 18h40 – Eliminatórias Park masculino
17h20 às 18h20 – Treino livre Street feminino


Sábado, 28
8h às 9h – Treino livre Park feminino
9h às 10h30 – Treino livre Street masculino
9h às 10h50 – Semifinais Park feminino
10h30 às 11h30 – Treino livre Street feminino
11h40 às 15h55 – Semifinais Street masculino
14h às 15h50 – Semifinais Park masculino
15h50 às 16h20 – BV Tricks Park
15h55 às 19h – Semifinais Street feminino
19h às 19h30 – BV Tricks Street

Domingo, 29
9h às 9h35 – Treino livre Park masculino
9h às 11h30 – Treino livre Street feminino
13h às 14h02 – Final Park feminino
14h15 às 15h30 – Final Street masculino
15h30 às 15h47 – Super Final Street masculino
16h às 17h02 – Final Park masculino
17h10 às 18h25 – Final Street feminino
18h25 às 18h42– Super Final Street feminino


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895