Torneios de futebol são suspensos na Argentina por nova onda de Covid-19
patrocinado por

Torneios de futebol são suspensos na Argentina por nova onda de Covid-19

Para evitar uma propagação ainda maior do coronavírus, o governo federal e a AFA decidiram parar as competições entre os dias 21 até o dia 30 de maio

Correio do Povo e AFP

Devido a nova onda de Covid-19 na Argentina, River Plate teve 20 jogadores contaminados pelo coronavírus e teve que atuar na Libertadores com um jogador de linha no gol

publicidade

A Associação de Futebol da Argentina (AFA) suspendeu nesta sexta-feira todos os torneios de futebol profissional por conta do confinamento de nove dias decretado pelo governo para combater a nova onda de contágios por Covid-19 no pais. Com isso, as semifinais e final da Liga da Copa, marcadas para o final de semana, foram adiadas. No sábado, o Colón iria enfrentar o Independiente e o Boca Juniors o Racing. Ainda não há uma definição de quando as partidas da semi e mais a final serão disputadas.

"Para acompanhar as medidas sanitárias anunciadas ontem (quinta-feira) pelo presidente Alberto Fernández visando o combate à segunda onda da pandemia de Covid-19 que vivemos, a AFA decidiu suspender a programação dos jogos em todas as competições locais que organiza a partir das 20h de hoje (sexta) até domingo, 30 de maio de 2021 inclusive ", divulgou a entidade.

O país, que se prepara para receber a Copa América, atravessa o momento mais grave da pandemia, com um registro diário de cerca de 35 mil casos e 450 mortos.

A AFA não informou como ficarão as partidas marcadas para a próxima semana na Argentina pela Libertadores e pela Copa Sul-Americana. Também não revelou se as Eliminatórias da Copa do Mundo, marcadas para junho, e a Copa América, que tem início marcado para o dia 13 de junho, poderão sofrer alterações.

"Não devemos naturalizar tanta tragédia. Temos que assumir a gravidade. Não é o momento de especulações, ninguém tem o direito de querer tirar vantagem disso, devemos nos unir para superar esta catástrofe", declarou o presidente argentino ao anunciar as medidas de combate ao vírus.

Durante o confinamento, estarão suspensas as atividades sociais, econômicas, educativas, religiosas e esportivas presenciais. Estarão autorizados apenas o comércio essencial e as entregas em domicílio. Os argentinos poderão circular somente pelos arredores de seus domicílios, entre as 6h e 18h. A proibição das atividades será semelhante à imposta por vários meses no começo da pandemia.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895