Um bisneto de Mussolini assina contrato profissional com a Lazio
patrocinado por

Um bisneto de Mussolini assina contrato profissional com a Lazio

Clube é frequentemente vinculado a grupos de torcidas organizadas de ideologia fascista ou neonazista

AFP

publicidade

Romano Floriani Mussolini, bisneto do ditador italiano, anunciou nesta terça-feira que assinou seu primeiro contrato profissional com a Lazio, clube frequentemente vinculado a grupos de "ultras" (torcidas organizadas) de ideologia fascista ou neonazista.

No Instagram, o zagueiro de 18 anos publicou uma foto na qual aparece assinando o contrato (até 2024) com Mauro Bianchessi, responsável pelas categorias de base do clube romano. "Estou muito feliz por ter assinado meu primeiro contrato profissional com a SS Lazio e por vestir esta camisa por mais três anos", escreveu em sua página, onde está registrado com o nome de seu pai, Mauro Floriani.

Revelado na Lazio, Romano Floriani Mussolini é filho de Alessandra Mussolini, neta do "Duce", Benito Mussolini (1883-1945), que criou as primeiras milícias fascistas em 1919.

Para chegar ao Estádio Olímpico, onde jogam Lazio, Roma e a seleção italiana, os torcedores passam por um obelisco dedicado a "Mussolini Dux" (Mussolini o Duce).

Vinculados à extrema direita, os ultras da Lazio são frequentemente acusados de comportamento racista ou anti-semita, como a exibição de cruzes celtas, saudações fascistas, gritos de macacos e até de cartazes com caricaturas de Anne Frank, uma das vítimas do Holocausto.

O clube raramente criticou o comportamento de seus torcedores mais radicais, embora em janeiro de 2020 tenha exigido que 16 torcedores que fizeram a saudação fascista em uma partida da Liga Europa contra o Rennes participassem do pagamento de uma multa imposta pela Uefa.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895