Verstappen vence GP do Japão e é bicampeão mundial de F1 após penalização a Leclerc

Verstappen vence GP do Japão e é bicampeão mundial de F1 após penalização a Leclerc

Holandês cruzou a linha de chegada à frente de Leclerc e do compatriota mexicano Sergio Pérez (Red Bull)

AFP

publicidade

Vencedor do GP do Japão, que foi interrompido por cerca de duas horas devido à chuva que caiu neste domingo no circuito de Suzuka, o holandês Max Verstappen foi declarado bicampeão mundial de Fórmula 1 em uma confusão geral após uma penalidade ser aplicada a seu rival monegasco Charles Leclerc (Ferrari) pouco depois do fim da corrida. 

Ao término de uma corrida interrompida na terceira volta por causa das condições climáticas e de dois abandonos, Verstappen (Red Bull) cruzou a linha de chegada à frente de Leclerc e do compatriota mexicano Sergio Pérez (Red Bull). Mas Leclerc, segundo colocado no Mundial, acabou sendo penalizado e perdeu o lugar para Pérez. 

Essa mudança de posições permitiu que o holandês de 25 anos se sagrasse campeão mundial pela segunda temporada consecutiva. A princípio, o próprio Verstappen assumiu que teria que esperar outra corrida para se tornar campeão mundial. Questionado após cruzar a linha de chegada, Verstappen comemorou a vitória, mas não o título. "O campeonato teria sido ótimo se tivéssemos vencido aqui, mas temos outra chance na próxima corrida", disse ele, já pensando no Grande Prêmio dos Estados Unidos. 

Mas nesse ponto, Leclerc recebeu uma penalidade de cinco segundos por sair da pista na última volta e de ter "tirado vantagem" disso em relação a Perez, que o perseguia. Verstappen dominou com autoridade uma corrida encurtada devido à sua interrupção, cruzando a linha de chegada 26 segundos à frente de Leclerc e 27 de Pérez. 

A corrida foi reduzida, já que precisa terminar três horas após a largada inicial. Depois de largar na pole position neste 18º GP da temporada (de um total de 22), Verstappen (Red Bull) manteve a liderança, na primeira largada às 14h locais (2h da manhã de Brasília), apesar da boa largada e a tentativa de ultrapassagem por parte de Leclerc. 

Primeiro muito difíceis para os pilotos, desconfortáveis com a chuva e a água, as condições melhoraram após a segunda largada, quando o temporal diminuiu. "Não dava para enxergar nada. Fiquei surpreso que a largada tenha sido dada, era perigoso. É brincar com fogo e garanto que haverá acidentes se a corrida for retomada nessas condições", reagiu o tailandês Alex Albon (Williams) , que abandonou devido a problemas mecânicos. 

O espanhol Carlos Sainz (Ferrari) também deixou a prova após um acidente. O chinês Zhou Guanyu (Alfa Romeo) e o alemão Sebastian Vettel (Aston Martin) rodaram na primeira volta, mas continuaram. A corrida foi interrompida para permitir a evacuação dos dois carros.

Foi nesse momento que o francês Pierre Gasly (AlphaTauri) avistou um safety car na pista. Nas imagens da câmera de bordo da FITV, o francês é visto passando por um trator. Um incidente que revoltou o francês: "É inaceitável! Como é possível? Não posso acreditar". Esse fato, descrito como "pior que inaceitável" pelo chefe da equipe Alfa Romeo, Frédéric Vasseur, lembrou o acidente que provocou a morte do francês Jules Bianchi neste mesmo circuito em 2014. 

Classificação do GP do Japão:

1. Max Verstappen (HOL/Red Bull) 162,296 km em 3h01:44.004

2. Sergio Pérez (MEX/Red Bull) a 27.066

3. Charles Leclerc (MON/Ferrari) 31.763

4. Estéban Ocon (FRA/Alpine-Renault) 39.685

5. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 40.326

6. Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin-Mercedes) 46.358

7. Fernando Alonso (ESP/Alpine-Renault) 46.369

8. George Russell (GBR/Mercedes) 47.661

9. Nicholas Latifi (CAN/Williams-Mercedes) 1:10.143

10. Lando Norris (GBR/McLaren-Mercedes) 1:10.782

11. Daniel Ricciardo (AUS/McLaren-Mercedes) 1:12.877

12. Lance Stroll (CAN/Aston Martin-Mercedes) 1:13.904

13. Yuki Tsunoda (JPN/AlphaTauri-Red Bull) 1:55.599

14. Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari) 1:26.016

15. Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) 1:26.496

16. Guanyu Zhou (CHN/Alfa Romeo) 1:27.043

17. Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri-Red Bull) 1:28.091

18. Mick Schumacher (ALE/Haas-Ferrari) 1:32.523

Os demais pilotos não terminaram a prova.

Mundial de pilotos:

1. Max Verstappen (HOL) 366 pts (Campeão mundial)

2. Sergio Pérez (MEX) 253

3. Charles Leclerc (MON) 252

4. George Russell (GBR) 207

5. Carlos Sainz Jr (ESP) 202

6. Lewis Hamilton (GBR) 180

7. Lando Norris (GBR) 101

8. Esteban Ocon (FRA) 78

9. Fernando Alonso (ESP) 65

10. Valtteri Bottas (FIN) 46

11. Sebastian Vettel (ALE) 32

12. Daniel Ricciardo (AUS) 29

13. Pierre Gasly (FRA) 23

14. Kevin Magnussen (DIN) 22

15. Lance Stroll (CAN) 13

16. Mick Schumacher (ALE) 12

17. Yuki Tsunoda (JPN) 11

18. Zhou Guanyu (CHN) 6

19. Alexander Albon (TAI) 4

20. Nicholas Latifi (CAN) 2

21. Nyck de Vries (HOL) 2

22. Nico Hülkenberg (ALE) 0

Mundial de construtores:

1. Red Bull-Honda 619 pts

2. Ferrari 454

3. Mercedes 387

4. Alpine-Renault 143

5. McLaren-Mercedes 130

6. Alfa Romeo 52

7. Aston Martin-Mercedes 45

8. Haas-Ferrari 34

9. AlphaTauri-Red Bull 34

10. Williams-Mercedes 8


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV desta terça-feira, 23 de abril

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura







Placar CP desta terça-feira, 23 de abril: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895