Wolfsburg goleia o Bayern e se aproxima na disputa do Alemão
patrocinado por

Wolfsburg goleia o Bayern e se aproxima na disputa do Alemão

Vice-líderes aplicaram 4 a 1 e derrubaram invencibilidade do primeiro colocado

AFP

Wolfsburg goleia o Bayern e se aproxima na disputa do Alemão

publicidade

O Wolfsburg derrubou de forma espetacular a invencibilidade do Bayern de Munique, nesta sexta-feira. O rival caiu numa goleada de 4 a 1. O meia Kevin De Bruyne foi o grande destaque da partida, com dois gols marcados e uma assistência para o holandês Bas Dost abrir o placar.

Depois de um recesso invernal de mais de um mês, a 18º rodada do Campeonato Alemão recomeçou com uma grande surpresa. O atual bicampeão, que vinha dominando a competição com folga, levou um baile do vice-líder, que reduziu a diferença para oito pontos. O resultado não deve impedir o Bayern de conquistar o tri, mas serve de alerta antes de um mês de fevereiro marcado pelo duelo de oitavas de final de Liga dos Campeões contra o Shakhtar Donetsk.

Por ironia do destino, o primeiro dos quatro gols do Wolfsburg saiu justamente com quatro minutos de bola rolando, quando Bas Dost completou para as redes um cruzamento do belga Kevin De Bruyne. O time da casa continuou pressionando e o mesmo Dost quase ampliou aos 41. Ficou cara a cara com Neuer, mas se atrapalhou na hora de finalizar. O holandês de 25 anos se redimiu em grande estilo nos acréscimos da primeira etapa, ao aproveitar uma bola mal afastada de cabeça por Lewandoswki para acertar um lindo chute de primeira no ângulo.

O resultado no intervalo já era uma grande surpresa, mas o Wolsfburg seguiu em cima do adversário e De Bruyne voltou a se destacar aos 8 do segundo tempo. O belga recebeu belo passe de Arnold e fez 3 a 0 com um belo chute cruzado. O Bayern reagiu dois minutos depois, em falha do zagueiro brasileiro Naldo, que cortou mal uma bola na pequena área, deixando de presente para Bernat descontar.

Tudo indicava que os bávaros partiriam para cima com tudo em busca da vitória, mas o Wolfsburg continuou bem postado na defesa e letal nos contra-ataques, criando várias chances claras. Foi assim que De Bruyne fechou a goleada aos 28, após dar um drible desconcertante em Dante.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895