Relembre a carreira de Allejo, o craque dos gramados virtuais

O craque Allejo marcou gerações graças ao inesquecível International Superstar Soccer e pelo tetra da Seleção depois de 24 anos de espera  – Foto: Reprodução Konami

O jogo International Superstar Soccer foi lançado em 1994 pela Konami, empresa japonesa de games. Já faz quase 25 anos desde o jogo foi lançado, mas muitos fãs lembram com saudade de um jogador que jogava pela seleção brasileira. No game, o camisa 7 Allejo era o mais rápido, o mais habilidoso e o maior goleador das quatro linhas virtuais. Como a Konami não era licenciado pela Fifa, não tinha autorização usar o nome dos atletas profissionais. Por isso, foram inventados todos os nomes para os jogadores do mundo todo. No caso do Allejo, a inspiração dos desenvolvedores foi o atacante Bebeto.

 

 

Allejo podia vencer qualquer partida sozinho. Ninguém conseguia tirar a bola de seus pés e os maiores golaços sempre eram dele. Com facilidade, ele dava um chapéu no zagueiro dentro da área e completava com uma bicicleta. Em 1997, a Konami lançou o International Superstar Soccer 64 e Allejo era novamente o craque da seleção brasileira, mas com uma aparência um pouco diferente.

A empresa ainda não podia usar os nomes reais dos jogadores, mas ninguém proibiu de usar as características físicas dos atletas. Eis que o habilidoso jogador ganhou uma careca cheia de pixels e um jeito muito parecido com o de Ronaldo Fenômeno. Desta versão, Allejo abandonou o número 7 de Bebeto e adotou a camisa 9, que eternizou Ronaldo no esporte.

 

 

“Allejo eterno”

Em 2012, foi lançado um documentário sobre a trajetória do ídolo dos videogames. A obra de ficção contava a trajetória do craque como se ele tivesse existido de verdade.

Apesar de tratar de um personagem virtual, o filme tinha figuras reais do mundo da bola. Os comentaristas esportivos José Trajano e Everaldo Marques deram seus depoimento sobre o talento inigualável do mito.

 

 

Há até uma explicação para Allejo não ter sido convocado por Zagallo para a Copa da França, em 1998.

Já o título é uma clara referência ao filme “Pelé eterno”, de 2004, sobre o rei do futebol.

O retorno

Em 2013, foi lançado o PES 2014 e o maior jogador de todos os tempos dos gramados virtuais estava presente. O Allejo podia ser escalado na Liga Master, dedicada aos jogadores aposentados. Ele estava um pouco escondido, mas continuou fazendo gols.

“Camisa oficial”

A camisa de Allejo também é um item cobiçado por torcedores brasileiros e por fãs de vídeo game. Assim como o jogo lançado na década de 90, o uniforme também não é uma versão oficial licenciada pela Fifa ou pela CBF, mas pode ser encontrada facilmente a venda pela internet para alegria dos fãs de futebol e de videogames.

 

Diversas camisetas e objetos lembrando o “craque” Allejo são oferecidas pela Internet – Foto: Reprodução / CP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *