Americana mais jovem a visitar o espaço também é sobrevivente do câncer

Americana mais jovem a visitar o espaço também é sobrevivente do câncer

A SpaceX informou que durante a missão de vários dias, os astronautas vão orbitar o planeta a cada 90 minutos

AFP

Hayley Arceneaux é a americana mais jovem a ir ao espaço

publicidade

No fim do ano, Hayley Arceneaux se tornará a americana mais jovem a visitar o espaço entre os primeiros turistas espaciais a viajar sem a companhia de astronautas profissionais. Mas suas conquistas não acabam aí. A jovem de 29 anos superou um câncer infantil que lhe roubou o sonho de ser astronauta. Por causa do câncer ósseo, já superado, Arceneaux tem hastes de aço na perna esquerda que, até pouco tempo atrás, reduziram a zero suas chances de viajar ao espaço.

Até entrar em cena Jared Isaacman, um jovem bilionário americano apaixonado pela exploração espacial, que decidiu pagar do próprio bolso o aluguel de um foguete SpaceX Falcon 9 e levar com ele outras três pessoas, Arceneaux entre elas.

Arceneaux disse que espera ser uma inspiração "pelo precedente que marcará e porque ajudará a que outras crianças que estão passando por um tratamento possam pensar no futuro", disse. De fato, ela foi a primeira pessoa eleita para a Inspiration4, como foi batizada esta missão sem precedentes que será lançada no final de 2021.

A jovem foi tratada quando criança no Hospital de Pesquisa Infantil St. Jude's em Memphis, no Tennessee, especializado em doenças infantis, inclusive o câncer que a acometia.

Isaacman espera arrecadar 200 milhões de dólares para o hospital com essa missão espacial. "No começo de janeiro recebi um telefonema bastante insperado do St. Jude's... E basicamente me disseram: 'Quer ir ao espaço?'", contou Arceneaux à AFP. "Em seguida, disse-lhes: 'Sim, sim, absolutamente!'", disse Arceneaux, que agora trabalha como assistente médica no mesmo hospital que a atendeu.

Veja Também

Quando era criança, ela visitou o centro espacial da Nasa em Houston, Texas. "Logicamente, queria ser astronauta", disse. "Mas meses depois fui diagnosticada com câncer e isso realmente mudou todo o meu mundo".

"Até agora, os astronautas tinham que ser perfeitos fisicamente, algo que eu não podia cumprir pelas cirurgias que fiz na minha perna. E isso é o que me entusiasma tanto dessa missão, o fato de que está abrindo a viagem espacial para todos", disse Arceneaux.

"Sonhar grande"

"Ser a americana mais jovem a ir ao espaço é uma grande honra, mas, honestamente, o que mais me entusiasma é ser a primeira sobrevivente de câncer pediátrico a ir ao espaço", disse. "Adoraria inspirar meus pacientes a sonhar grande e a não se limitarem. E realmente espero mostrar-lhes, enquanto estiver no espaço, que absolutamente tudo é possível", acrescentou.

Um dos assentos restantes na missão será rifada entre doadores do St. Jude's. O outro assento será escolhido por um painel de empresários que utilizam uma ferramenta de comércio eletrônico da empresa de Isaacman, a Shift4 Payments.

Os dois serão anunciados em março e começarão a treinar com Isaacman e Arceneaux. "Antes de mais nada, faremos o treinamento de centrifugação para preparar nosso corpo para as forças G que vamos sentir", explicou ela. Mas, enquanto isso, Arceneaux diz ter "um monte de perguntas". "Do que vou vestir no espaço ao que vou comer e até se vou poder me maquiar". "São perguntas bobas, mas também quero saber como isso vai funcionar, como o foguete sobe, como vamos orbitar a Terra", acrescentou.

A SpaceX informou que durante a missão de vários dias, os astronautas vão orbitar o planeta a cada 90 minutos. A missão chegará ao espaço na cápsula Dragon da SpaceX, a mesma que levou com sucesso quatro astronautas à órbita terrestre e à Estação Espacial Internacional em meados de 2020. Depois da missão, o foguete reentrará na atmosfera para pousar mo mar em frente à costa da Flórida.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895