Apple produzirá um milhão de máscaras por semana para profissionais da saúde

Apple produzirá um milhão de máscaras por semana para profissionais da saúde

Na Itália, a Armani está produzindo trajes de produção

AFP

Apple irá produzir 1 milhão de máscaras por semana para profissionais da saúde

A Apple desenvolveu máscaras destinada a profissionais da área da saúde que cobrem todo o rosto e poderá produzir um milhão de peças semanalmente a partir da próxima semana, anunciou no domingo o CEO do grupo, Tim Cook. O executivo explicou em um vídeo publicado no Twitter que as máscaras, de plástico transparente e que cobrem a totalidade do rosto, foram desenvolvidas por "designers de produtos, equipes de engenharia e embalagem e distribuidores" do grupo.

O ritmo de produção será de um milhão por semana a partir da próxima semana. As máscaras serão destinadas inicialmente aos Estados Unidos. Serão produzidas em solo norte-americano e na China.

Nessa mensagem, Cook também anunciou que a Apple conseguiu distribuir 20 milhões de máscaras cirúrgicas por meio de seus distribuidores em todo o mundo. A fabricante de computadores e celulares se une assim a várias empresas que modificaram suas linhas de produção para responder à escassez de máscaras, como as italianas Prada e Lamborghini.

Na Itália, a Armani produz trajes de proteção. Na Espanha, engenheiros da Renault projetaram visores e máscaras que foram produzidas nas impressoras 3D disponíveis em suas fábricas paralisadas.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump ordenou que a montadora General Motors (GM) comece a produzir respiradores.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.

• não compartilhar objetos pessoais.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895