Apple promete neutralidade em carbono para 2030

Apple promete neutralidade em carbono para 2030

Empresa também prospecta soluções inovadoras para eliminação do elemento químico

AFP

Segundo Apple, neutralização de carbono deve ocorrer em 2030

publicidade

A gigante da tecnologia Apple prometeu, nesta terça-feira (21), que todas as suas operações, incluindo processos de fabricação, serão neutras em carbono até 2030, mais um passo para combater as mudanças climáticas.

A empresa, cujas operações corporativas já são neutras em carbono, garantiu que o impacto climático de qualquer dispositivo vendido será nulo.

A Apple disse que reduzirá as emissões em 75% até 2030 e que os 25% restantes serão compensados com "soluções inovadoras de eliminação de carbono".

Essas operações incluem investimentos em projetos para restaurar as savanas do Quênia e um manguezal na Colômbia, com o objetivo de eliminar, ou armazenar, carbono.

"As empresas têm uma grande oportunidade de ajudar a construir um futuro mais sustentável, nascido da nossa preocupação comum com o planeta que compartilhamos", disse o CEO da Apple, Tim Cook.

A gigante da tecnologia disse que mais de 70 fornecedores se comprometeram a usar 100% de energia renovável em sua produção para a Apple.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895