Atividades interativas fazem visitantes suarem na BGS
capa

Atividades interativas fazem visitantes suarem na BGS

Escalada, tiro, pula-pula e uma “lhama” mecânica atraem curiosos e esportistas

Por
Guilherme Testa

Lhama Loot é destaque no stand do Fortnite

publicidade

Para mostrar que nem só de jogos eletrônicos vive a BGS, o evento também apresentou neste final de semana estandes com atividades interativas. A intenção é promover a diversão offline para jovens e adultos.

Com uma cama elástica que ativa os comandos dos personagens na tela, o estande do Banco do Brasil fez os visitantes pularem para ganhar pontos. Já na Nissin, os participantes testam a mira, atirando pacotes de massa de pelúcia na roupa de velcro do oponente, e quem vencer leva brindes para casa. E a Gillette trouxe uma parede de escalada.

William Martins, 39 anos, brincou na lhama e saiu feliz por conseguir o brinde para o filho Kalani, de 11 anos: "Ele é tímido, então a gente vai", ressaltou. Mas para conseguir a pulseira pro menino, o pai não aguentou os 60 segundo do desafio. "É muito louco. Experimenta pedir o turbo pro maquinista", brincou.

No pavilhão de Fortnite acontece algo curioso, quem passa por ali tem a oportunidade de montar numa lhama mecânica. A atividade imita a brincadeira do touro mecânico, porém ao invés do touro, temos a lhama Loot, algo característico do jogo de Fortnite. 

Outro estande que também chama a atenção de quem passa por ali, é do YouTube gaming. O lugar possui um circuito fechado com atividades imersivas pelos principais games do momento. Em sea of thieves, você precisa desvendar o código para abrir o baú; tirar fotos com objetos do PUBG; desviar da lava em Minecraft; e acertar o inimigo em Gears 5.