capa

Confira os dispositivos de destaque do Mobile World Congress

Grande evento anual da indústria de telecomunicações abriu as portas na segunda-feira

Por
AFP

Empresa holandesa Travis apresentou um tradutor de bolso para conversas em tempo real entre pessoas que falam em diferentes idiomas

publicidade

O Mobile World Congress (MWC), grande evento anual da indústria de telecomunicações, abriu as portas na segunda-feira para quatro dias consagrados às novidades da telefonia celular. Organizado pela Associação Mundial de Operadoras (GSMA), o MWC, referência mundial do setor, porém mais voltado para os profissionais que a Consumer Electronic Show (CES) de Las Vegas, deve reunir este ano mais de cem mil visitantes e dois mil expositores.

Símbolo das esperanças da indústria, o encontro terá discursos de representantes de setores diversos, como as montadoras de automóveis ou os serviços on-line. Desde um pequeno robô que posa quando vê uma câmera até um tradutor de bolso para conversas em tempo real, confira os aparelhos mais surpreendentes do congresso, que ocorre em Barcelona.

Lâmpada controlada por smartphones

Quer diminuir as luzes da sala mas sem se levantar do sofá? O fabricante chinês Xiaomi, quarto do mundo em vendas de smartphones, apresentou a lâmpada Mi LED Smart Bulb, que permite controlar a cor da luz ou a intensidade do brilho com um aplicativo ou através da Alexa, a assistente controlada por voz da Amazon. A lâmpada oferece a opção de 16 milhões de cores, segundo a empresa.

Robô de companhia

A empresa sul-coreana Torooc chamou a atenção com seu pequeno robô de companhia de grandes olhos chamado Liku, que caminha e expressa emoções como um humano. O robô, de 45 centímetros e pouco mais de um quilo, tem uma câmera na testa que lhe permite captar os movimentos das pessoas para se comportar de acordo com eles. Se você entra em um quarto e cumprimenta Liku, ele balança a cabeça em sua direção e sorri.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Two LiKU say hello to guys 🖐 #mwc19#mwc#robot#robotics#barcelona#mwc2019#liku

A post shared by Liku🤖 (@liku_robot) on

Seus grandes olhos lhe permitem expressar emoções como surpresa, felicidade ou tristeza, ou inclusive simular que dorme. Se você aponta uma câmera para ele, Liku sorri e posa para a foto. "Criamos Liku para que seja adorável, para gerar sentimentos positivos. Quando as pessoas virem Liku, sorrirão com naturalidade. Esperamos que o Liku seja seu primeiro amigo robô", expressa a diretora de marketing da Torooc, JaeHee Chang. A empresa espera começar a vender o robô no início de 2019 por 2.500 dólares (2.200 euros).

Coleira inteligente para cães

A start-up espanhola Dinbeat apresentou uma coleira para cães chamada DinbeatPRO, que utiliza sensores para monitorar a respiração, a temperatura corporal, os latidos e a posição dos animais. Embora não seja o primeiro aparelho a controlar a atividade dos animais de estimação, esta coleira foi desenhada especificamente para ser usada por veterinários que tratam cães. Atualmente utiliza-se "aparelhos muito mais complicados, pensados para humanos, com cabos, e é preciso sedar o animal para usá-los", enquanto a DinbeatPRO facilita o trabalho, explica a chefe de projetos da Dinbeat, Marina Gómez de Tejada.

Caixa para gatos autolimpante

Vai sair de férias e não tem com quem deixar seu gato? A start-up sul-coreana PurrSong apresentou a LavvieBot, uma caixa de areia para gatos que se limpa e recarrega automaticamente. Depois de que o gato faz suas necessidades, a máquina passa uma pá e joga areia limpa na caixa. Inclusive envia mensagens de texto quando o recipiente com a areia suja precisa ser esvaziado. "Este produto visa os donos de gatos que não têm tempo de cuidar do animal constantemente, ou que desejam a liberdade de não ter de limpar a caixa de areia todos os dias", explica a gerente de marketing da PurrSong, Heaven Nam.

Tradutor de bolso

A start-up holandesa Travis apresentou um tradutor de bolso para conversas em tempo real entre pessoas que falam em diferentes idiomas. O aparelho pode ser conectado a fones de ouvido com ou sem fio. O aparelho, que usa inteligência artificial, se conecta com a nuvem para traduzir até 105 línguas. Seleciona-se os dois idiomas que serão utilizados na conversa. Depois que as pessoas começam a falar, a tradução soa quase imediatamente nos fones.