FBI afirma que DarkSide está por trás do ciberataque contra rede de oleodutos dos EUA

FBI afirma que DarkSide está por trás do ciberataque contra rede de oleodutos dos EUA

Ataque provocou fechamento das operações da rede de oleodutos nos Estados Unidos, a companhia Colonial Pipeline

AFP

Colonial Pipeline transporta combustível da Costa do Golfo do Texas para a Costa Leste dos EUA

publicidade

O ataque cibernético que provocou o fechamento das operações de uma das maiores redes de oleodutos dos Estados Unidos foi executado pelo grupo criminoso DarkSide, informou a Polícia Federal nesta segunda-feira, enquanto a empresa anunciava o reinício gradual de suas operações.

O FBI identificou o DarkSide como sendo o grupo que produziu o "ransomware" usado no ataque, ou seja, um programa que se aproveita de falhas de segurança para criptografar sistemas informáticos e exigir pagamento em troca de desbloqueá-los.

"O FBI confirma que o 'ransomware' do DarkSide é responsável por comprometer as redes da Colonial Pipeline. Continuaremos trabalhando na investigação com a empresa e com nossos parceiros do governo", informou em comunicado.

Veja Também

A Colonial Pipeline, que transporta combustível da Costa do Golfo do Texas para a Costa Leste dos Estados Unidos por meio de 8.850 quilômetros de oleodutos, atendendo a 50 milhões de consumidores, anunciou em 7 de maio que havia sido "vítima de um ataque de cibersegurança".

Retorno em etapas 

Nesta segunda-feira, a empresa informou que iniciou a reabertura "por etapas" após o fechamento total no sábado. Já no domingo havia começado a reabrir uma pequena parte de suas linhas de distribuição.

Enquanto "a situação continua flutuando e evoluindo", a Colonial Pipeline pretende "restaurar substancialmente o serviço operacional até o final da semana", disse a empresa em um comunicado. "As medidas adotadas pelo governo federal para dispensar temporariamente as horas de serviço das transportadoras e motoristas que transportam produtos refinados (...) devem ajudar a mitigar distúrbios no abastecimento", acrescentou.

Uma declaração de emergência emitida no domingo pelo governo Joe Biden permitiu o transporte de combustível por meio das estradas para os estados afetados. "Não há escassez de abastecimento", declarou Elizabeth Sherwood-Randall, assessora de segurança interna de Biden, em entrevista coletiva na Casa Branca. O preço do petróleo bruto negociado em Nova York não foi particularmente afetado: subiu 0,14% das 17h00 GMT, para US$ 65.

Sediada no sul do estado da Geórgia, a Colonial Pipeline é a maior operadora de dutos de produtos refinados do país, transportando quase 45% dos combustíveis consumidos na costa leste dos Estados Unidos.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895