Novo aplicativo de transporte lançado em Porto Alegre foca nos motoristas para crescer

Novo aplicativo de transporte lançado em Porto Alegre foca nos motoristas para crescer

V4le quer conquistar motoristas oferecendo benefícios diferenciados, como taxa zero a parceiros

Gabriel Guedes

André Giordano apresenta o aplicativo do V4le, plataforma de transporte por aplicativo que começará a operar em breve

publicidade

Quem costuma usar aplicativos de transporte para se deslocar por Porto Alegre e região metropolitana, vai poder contar com mais uma opção de escolha a partir de 15 de novembro. É o app V4le, idealizado pelo advogado André Giordano, que esteve no Correio do Povo, nesta segunda-feira, para apresentar a plataforma. Amanhã, às 20 horas, a novidade será apresentada oficialmente aos motoristas, em um evento no Centro de Apoio aos Motoristas da Associação da Liga dos Motoristas de Aplicativos (Alma-RS), que fica na Avenida Voluntários da Pátria, 1041, na Capital. "Tomei como inspiração os problemas que os motoristas de aplicativos enfrentam, mas sem perder de vista o usuário", afirmou Giordano.

Natural de Santana do Livramento, o advogado foi motorista de aplicativo durante dois meses. Depois, Giordano adquiriu um posto de lavagem e conveniência, onde chegou a lavar cerca de 1,5 mil veículos por mês, a maior parte pertencente a motorista de apps. "Foi quando vi também que tinha aplicativos próprios, de associações, mas que eram muito ruins. Então pensei: por que não fazer um aplicativo?", lembrou. O próximo passo, então, foi ir atrás de especialistas em tecnologia, com a ajuda do irmão. Com os orçamentos muito elevados, Giordano deixou o projeto em espera. "Notei que havia empresas que também vendem o direito de uso da tecnologia. Voltei a conversar com alguns motoristas, que acharam boa a proposta apresentada", revelou.

O nome do app, V4le, é inspirado no jogo de truco, quando se faz uma proposta para subir o valor da mão, o "vale 4", quando se disputa 4 pontos. Sob esta visão de negócio, a plataforma de Giordano vai apostar alto nos seus parceiros, que já são pelo menos 150. O aplicativo cobra uma taxa de 20%. Mas um "plano de indicação" pode deixar o trabalho mais rentável. Cada um que conseguir dez condutores ativos na plataforma, terá isenção de taxa. Quem conseguir indicar mais parceiros, no programa premium, pode ganhar até R$ 12 mil, no caso de se obter 400 motoristas atuando na plataforma. Por outro lado, o usuário que conseguir mais quatro clientes, vai receber 20 centavos por corrida de cada um dos indicados. "E se indicar 40 passageiros e cada um realizar 500 corridas, vamos dar um carro zero", adiantou.

A plataforma que começa a funcionar neste mês de novembro, vai possibilitar em até 90 dias que os motoristas trabalhem apenas com cartão de crédito. "Além disso, o condutor vai saber antes o destino de sua corrida e os passageiros só poderão usar o serviço se tiverem foto", destacou Giordano. A meta inicial é atuar em Porto Alegre, Canoas, Viamão, Alvorada, Cachoeirinha e Gravataí. "Em dezembro pretendemos estrear no Vale do Sinos e em janeiro no Litoral Norte", planejou.

Os aplicativos para os usuários estão disponíveis para Android e iPhone. Mas para os motoristas, apenas no Android. Também só podem ser parceiros aqueles que possuírem carros a partir de 2013, com quatro portas e ar condicionado. Outras informações pelo WhatsApp (51)99705-9987 ou no 3028-0922. Nas redes sociais, o app está presente no facebook.com/vale4mobilidade e no instagram.com/vale4mobi.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895