Rede sueca de supermercados é paralisada por ataque cibernético

Rede sueca de supermercados é paralisada por ataque cibernético

Responsáveis pelo crime exigiram resgates de vários clientes da Kaseya

AFP

publicidade

Uma das principais redes de supermercados da Suécia anunciou neste sábado (3) o fechamento temporário de quase todas as suas 800 lojas após um ataque cibernético que paralisou seus caixas. "Uma de nossas filiais foi afetada por uma ataque informático e por esta razão nossos caixas não funcionam", declarou em comunicado a Coop Suecia que, com faturamento de 1,5 bilhão de euros (USD 1,7 bilhão), representa 20% do mercado neste país. "Lamentamos esta situação e estamos fazendo todo o possível para reabrir rapidamente", acrescentou a rede.

Uma filial sueca do grupo informático Visma disse que o problema está relacionado a um grande ataque cibernético na sexta-feira contra a empresa americana Kaseya. Os responsáveis pelo ataque exigiram resgates de vários clientes da Kaseya, que fornece uma ferramenta de gerenciamento de TI para várias empresas.

Existe uma onda desse tipo de ataque cibernético que visa paralisar os sistemas de uma organização ou empresa e, em seguida, solicitar um resgate financeiro para liberá-los. De acordo com a empresa de segurança Emisoft, os hackers ganharam pelo menos US $ 18 bilhões no ano anterior com essas táticas.

Muitos especialistas suspeitam que os 'hackers' que instigam esses ataques estão na Rússia. O governo russo, acusado de encobrir essas atividades, nega qualquer envolvimento.

O fenômeno atingiu oleodutos, serviços de saúde e empresas estratégicas e é de tal magnitude que foi um dos principais pontos abordados pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em seu encontro com o russo Vladimir Putin, em meados de junho.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895