Robô assistente e cidade conectada entre os destaques da CES 2020

Robô assistente e cidade conectada entre os destaques da CES 2020

Gigantes da eletrônica e do setor automobilístico apresentam suas últimas inovações e projetos em Las Vegas

Por
AFP

Televisores com câmeras e carros elétricos para 2023 também foram anunciados


publicidade

Gigantes da eletrônica e do setor automobilístico apresentam desde a segunda-feira em Las Vegas suas últimas inovações e projetos no CES 2020 (Salão Anual de Tecnologias de Grande Consumo).

Robô assistente

Criado com a função de administrar o lar, o pequeno robô Ballie tem o formato de uma bola de tênis a alguns centímetros de altura. Desenvolvido pela Samsung, o assistente acompanha o dono em suas atividades diárias e o incentiva a fazer exercícios. O robô também tem a capacidade de comandar os aparelhos conectados à casa, como o aspirador, caso os donos estejam fora.

"Ballie pode tirar fotos. Ajuda os mais velhos a manterem contato e pode ser um novo amigo para os filhos e os animais de estimação", contou H.S. Kim, diretor de eletrônica da Samsung.

Durante a feira, a empresa também apresentou o protótipo de um óculos de realidade virtual que permitiria ao usuário ver um 'personal trainer' contando as flexões executadas durante uma rotina de exercícios.

Cidade conectada

A montadora japonesa Toyota, por sua vez, tem a intenção de criar uma cidade protótipo chamada "Woven City" ("Cidade de Tecido"). O projeto ocupará 70 hectares ao pé do monte Fuji e terá energia gerada por pilhas de combustível, utilizando células de hidrogênio. O objetivo é testar e comprovar o uso de tecnologias variadas, entre elas a dos carros autônomos.

"Construir uma cidade do nada, ainda que seja pequena, parece uma ótima oportunidade para desenvolver tecnologias, como um sistema digital de gestão das infraestruturas", disse o presidente do grupo, Akio Toyoda.

Estima-se que cerca de duas mil pessoas viverão no local, incluindo funcionários da Toyota e pesquisadores convidados. O escritório dinamarquês de arquitetura Bjarke Ingels colaborará com o projeto, principalmente na construção de casas com materiais sustentáveis, que terão aparelhos integrados e robôs, além de sensores para monitorar a saúde dos habitantes. Para a mobilidade, os cidadãos da "Woven City" poderão se deslocar usando carros autônomos variados, patinetes e bicicletas.

Sony apresenta um carro elétrico

A japonesa Sony exibiu o Vision-S, um protótipo de carro elétrico. Equipado com 33 sensores e câmeras para auxiliar na direção, o veículo poderá alcançar os 100 km/h em menos de cinco segundos e pode chegar à velocidade máxima de 240 km/h.

O que ainda não se sabe é se a empresa pretende comercializar esses automóveis, ou apenas venderá as tecnologias desenvolvidas aos fabricantes do setor automotivo.

Compras pela televisão

A partir deste ano, os donos de TVs LG conectadas a webOS poderão fazer compras em programas associados a partir do que estiver ofertado nas telas dos seus aparelhos, segundo a empresa TheTake. Os usuários também conseguirão fazer perguntas e obter respostas em tempo real sobre o que está acontecendo na tela, sejam programas de esportes, notícias ou filmes.

5G por menos de 500 dólares

No mundo, aproximadamente 50 operadoras já oferecem redes 5G, mas para usá-la é preciso ter um celular compatível para desfrutar da nova tecnologia. A gigante chinesa TCL apresentou novos smartphones, incluindo um desenvolvido especificamente para a nova rede de telefones móveis. O grupo prometeu que todos custarão menos de US$ 500 (cerca de R$ 2 mil).

Televisores com câmeras

O grupo chinês Skyworth exibiu os seus novos modelos de TV, que estarão disponíveis nos Estados Unidos e na Europa, com tecnologias integradas, como inteligência artificial e câmeras frontais para o telespectador. A inteligência artificial e as câmeras permitirão aos usuários fazer videochamadas, tirar fotos e até mesmo o mapeamento dos movimentos do corpo para jogos e aplicativos esportivos.


Decolagem iminente

O grupo sul-coreano Hyundai anunciou nesta terça-feira que fabricará carros voadores para a empresa americana Uber, que pretende lançar uma rede de táxis aéreos compartilhados em 2023. Em comunicado, a Hyundai informou que produzirá em escala industrial os veículos 100% elétricos, com capacidade para até 4 pessoas.