Sete pessoas são presas em operação internacional contra "ransomware"

Sete pessoas são presas em operação internacional contra "ransomware"

"Ransomware" é um vírus que os hackers usam para sequestrar dados e, em seguida, pedir dinheiro em troca de liberá-los

AFP

Os detidos são afiliados ao grupo de hackers de língua russa REvil

publicidade

Sete pessoas foram presas em uma operação internacional contra hackers por trás de ataques com programas de sequestro ("ransomware") que lhes renderam pelo menos meio milhão de dólares, informou a Europol nesta segunda-feira. O "ransomware" é um vírus que os hackers usam para sequestrar dados e, em seguida, pedir dinheiro em troca de liberá-los.

Veja Também

Os detidos são afiliados ao grupo de hackers de língua russa REvil, às vezes chamado de Sodinokibi, e ao grupo de ransomware GandCrab, informou a agência de aplicação da lei da UE em um comunicado.

Duas pessoas foram presas na Romênia na quinta-feira passada e outra no Kuwait.

Nos últimos meses, três indivíduos também foram detidos na Coreia do Sul e outro em um país europeu não especificado durante uma operação chamada "GoldDust".

Dezessete países participaram da operação, além da Europol, Eurojust - a agência europeia de cooperação judiciária – e Interpol, de acordo com a Europol.

"Suspeitos de cerca de 7 mil infecções, os afiliados detidos exigiam mais de 200 milhões de euros (231 milhões) em resgate", disse a Europol.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895