SpaceX faz primeiro lançamento privado ao espaço

SpaceX faz primeiro lançamento privado ao espaço

Astronautas da Nasa, Doug Hurley e Bob Behnke partiram para a Estação Espacial Internacional

Correio do Povo

Foguete da SpaceX fez história neste sábado

publicidade

Às 16h22min deste sábado, pela primeira vez desde 2011, astronautas da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (Nasa) decolaram do solo americano em um foguete norte-americano para a Estação Espacial Internacional. Em contraste com os lançamentos do passado, desta vez uma empresa privada, a SpaceX, foi responsável pelo controle da missão. A companhia fundada por Elon Musk construiu o foguete Falcon 9 e a cápsula Crew Dragon, na qual Doug Hurley e Bob Behnke viajaram.

A Nasa escolheu dois de seus astronautas mais experientes para ajudar a SpaceX a preparar o Crew Dragon para o lançamento. Os dois também são amigos de longa data. O lançamento ocorreu após uma tentativa frustrada por conta do clima no Centro Espacial Kennedy, na última quarta-feira.

Multidões de espectadores, incluindo o presidente Donald Trump e o vice-presidente Mike Pence, acompanharam e aplaudiram a contagem decrescente para zero. O foguete disparou como um dardo no céu nublado. A engenheira da SpaceX Lauren Lyons, que frequentemente hospeda os webcasts de missão da empresa, ficou visivelmente emocionada nos momentos em que a sonda alcançou o espaço com segurança. "Eu não posso acreditar com meus próprios olhos. Estou tão agradecida por eles estarem lá em cima", disse.

A Nasa classifica este voo como o início de uma nova era para a exploração espacial norte-americana, já que, além de ser a primeira a levar astronautas americanos em um foguete produzido nos Estados Unidos em quase dez anos, ele serve para avaliar se a Crew Dragon está pronta para operações mais pesadas. Desde que encerrou seu programa de ônibus espaciais, a Nasa confiou exclusivamente na Rússia para transportar seus astronautas de e para a órbita na espaçonave Soyuz.

Mas esses assentos ficaram cada vez mais caros: agora, um único de ida e volta custa cerca de 85 milhões de dólares. Por isso, a agência lançou o projeto Commercial Crew para estimular o desenvolvimento de novas naves espaciais americanas. O programa colocou empresas privadas em concorrência por bilhões de dólares em contratos governamentais. SpaceX e Boeing ficaram no topo. A Boeing projetou uma espaçonave similar, mas a SpaceX passou nos testes e ficou pronta para os astronautas primeiro.


Foto: Saul Martinez / AFP / CP


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895