Tempestade de meteoros ocorre nesta noite e poderá ser observada a olho nu em todo o Brasil

Tempestade de meteoros ocorre nesta noite e poderá ser observada a olho nu em todo o Brasil

Fenômeno terá seu ápice às 2h15 de terça-feira (31)

R7

Fenômeno terá seu ápice às 2h15 de terça-feira (31)

publicidade

Uma tempestade de meteoros, uma chuva incomum de fragmentos de corpos celestes, poderá ser vista no Brasil na madrugada de segunda (30) para terça-feira (31) e deve produzir um show de luzes no céu. A previsão é que milhares de meteoros por hora poderão ser vistos cruzando o céu. O surto, como é chamado o ápice do fenômeno, é esperado às 2h15. 

Segundo Rodolfo Langhi, coordenador do Observatório de Astronomia da Unesp (Universidade Estadual Paulista), para assistir ao fenômeno não será necessário nenhum equipamento específico, como binóculos ou telescópios. Um fator essencial é não haver nuvens no céu, caso contrário não será possível enxergar as luzes.

“A melhor maneira de observar uma chuva de meteoros é estar deitado no chão, olhando para cima, ou naquelas cadeiras espreguiçadeiras, de piscina ou de praia, de preferência em um lugar que seja longe da cidade, um lugar bem escuro”, orienta Langhi.

O astrônomo também explica que a melhor posição para ver as luzes é olhando para o horizonte norte, já que o radiante, o ponto único em que todos os rastros da tempestade se unem, estará nessa direção. É possível usar a bússola do celular para localizar essa direção. 

Quem mora nos estados do Norte e do Nordeste será privilegiado e terá mais chance de enxergar os meteoros iluminando o céu. Na América do Norte, as possibilidades serão ainda maiores. "Mas, mesmo nas piores condições calculadas, vai ser uma tempestade de meteoros fascinante", afirma Langhi. 

De acordo com o especialista, o último fenômeno semelhante que chamou tanta atenção foi em 1833 e deixou a população muito assustada, já que, em razão das poucas informações sobre o assunto na época, as pessoas acreditavam que fosse o fim do mundo. 

Mas o que é uma tempestade de meteoros?

Langhi explica que o termo “chuva de meteoros” é bem mais conhecido e divulgado porque é a expressão usada quando é observada maior quantidade de meteoros cruzando o céu. “Os meteoros sempre acontecem todas as noites, é possível ver um. No entanto, a chuva de meteoros ocorre quando conseguimos ver vários meteoros por hora na noite”, diz o especialista.

Segundo Langhi, isso acontece porque a Terra, quando gira em volta do Sol, passa por rastros deixados por cometas ou asteroides no espaço. “São partículas pequenininhas, do tamanho de um grão de arroz, às vezes até 0,01 grama de massa. Então, quando elas atingem a atmosfera da terra, se queimam completamente. Isso são as chuvas.”

Nesta próxima chuva de meteoros, a Terra vai entrar em contato com uma concentração maior de fragmentos do cometa 73P/Schwassmann-Wachmann 3 (SW3), que, em 1995, se despedaçou. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895