Uber entregará comida com drones e apresenta novo veículo autônomo
capa

Uber entregará comida com drones e apresenta novo veículo autônomo

Drones não farão entregas diretamente aos clientes nesta etapa inicial

Por
AFP

Elevate Cloud Systems é novo sistema de gestão do espaço aéreo, próprio da Uber

publicidade

A Uber informou nesta quarta-feira que vai começar a testar um sistema de entrega de comida com drones e apresentou um protótipo de veículo autônomo. Na conferência Uber Elevate Summit, em Washington DC, a empresa anunciou que tem luz verde para começar a testar seu sistema de entrega de comida com drones em San Diego, Califórnia. "Nosso objetivo é expandir a distribuição com drones da Uber Eats para dar mais opções para mais pessoas a apenas um clique", disse Luke Fischer, diretor de operações de voo da Uber Elevate, afirmando que a empresa acredita se encontrar em uma "posição única" para enfrentar este desafio.

Por motivos logísticos, nesta primeira etapa, os drones não farão as entregas diretamente aos clientes, mas em um ponto de coleta seguro para que um motorista do Uber Eats complete o pedido. No futuro, a Uber espera pousar seus drones sobre veículos estacionados perto do destino do pedido e que uma pessoa realize a entrega final.

Para guiar os drones até o destino, a Uber disse ter desenvolvido um sistema próprio de gestão do espaço aéreo que irá chamar Elevate Cloud Systems. Embora não seja o primeiro do tipo, o serviço de drones da Uber visa a uma potencial grande escala através de seus associados em todos os Estados Unidos. Os testes iniciais em San Diego foram feitos com o McDonald's e aumentarão no decorrer deste ano para incluir também outros restaurantes que trabalham com a Uber Eats.

Por outro lado, a Uber apresentou em sociedade seu mais recente veículo autônomo, produzido pela Volvo. O protótipo Volvo XC90 será capaz de ser completamente autônomo, segundo um comunicado da Uber. Sensores incorporados ao veículo lhe permitirão circular e manobrar no ambiente urbano. A Uber assinou em 2017 um acordo com a Volvo, empresa sueca de propriedade do fabricante chinês de automóveis Geely, para produzir "dezenas de milhares" de veículos que podem se dirigir sozinhos e que integrarão uma frota de táxis autônomos.

Esta semana, o diretor-executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, disse que não espera que os veículos completamente autônomos da sua empresa estivessem disponíveis em menos de 15 anos, mas que alguns dos serviços dos autônomos fossem gradativamente incorporados para que algumas viagens fáceis pudessem ser completadas com essa tecnologia.