Anvisa aprova ventilador pulmonar produzido pela Universidade de Caxias do Sul

Anvisa aprova ventilador pulmonar produzido pela Universidade de Caxias do Sul

Frank 5010 foi desenvolvido em seis meses e meio

Celso Sgorla

O custo estimado por unidade é de R$ 20 mil

publicidade

Depois de seis meses e meio de desenvolvimento, o projeto do ventilador pulmonar Frank 5010, desenvolvido por um grupo de professores e engenheiros da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e engenheiros e empresários voluntários, sob orientação da Direção Técnica do Hospital Geral, obteve registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que permite a produção em série.

Agora, o grupo de gestão do projeto está tratando da produção e destinação de unidades do aparelho. Ele foi concebido para o atendimento de urgência e emergência de pacientes acometidos pela síndrome aguda respiratória grave induzida pela Covid-19, com necessidade de intubação.

Com estimativa de custo de R$ 20 mil por unidade, o grupo de trabalho tem componentes para produzir 50 unidades nas próximas semanas, quantidade que pode ser aumentada mediante demanda. Com as alterações no projeto, o equipamento pode ser utilizado também em pacientes com outras enfermidades respiratórias que não a causada pela Covid-19.

Os recursos para o desenvolvimento do Frank 5010 foram disponibilizados pela Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS) e complementados por contribuições de entidades sindicais patronais e empresas da cidade.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895