Apresentado em Pelotas projeto que impede pessoas acusadas de racismo de assumir cargos públicos

Apresentado em Pelotas projeto que impede pessoas acusadas de racismo de assumir cargos públicos

PL sugere a impossibilidade de participar de concurso público em nível municipal

Angélica Silveira

publicidade

O vereador José Sizenando (DEM) apresentou na Câmara de Vereadores de Pelotas um projeto de lei que visa impedir que pessoas acusadas de racismo ou injúria racial assumam cargos públicos no município.

Pelo documento, caso vire lei, toda aquela pessoa com sentença transitada e julgada pelo crime não pode participar de concurso público em nível municipal nem ser nomeado para cargo em comissão na cidade até o cumprimento total da pena. “A ideia surgiu pela desigualdade e desrespeito das pessoas, principalmente na internet. Então quem trata diferente as outras pessoas, devem ser tratados da mesma forma também”, justifica.

O vereador acredita que o projeto deve ser votado na nesta semana. Os quatro vereadores, Reinaldo Elias (Belezinha) (PSD), César Brizolara (Cézinha) (PSB), Rafael Dutra (Barriga) e Michel Promove (PP), que recentemente foram alvos de injúria racial pela internet, apoiam a iniciativa. “Todos somos iguais e temos que ser tratados de forma igual. No caso do meu projeto é válido para casos de racismo e discriminação em qualquer lugar seja na internet ou fora dela”, finaliza.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895