Arroio Cacaréu vira local para descarte de lixo a céu aberto em Uruguaiana
capa

Arroio Cacaréu vira local para descarte de lixo a céu aberto em Uruguaiana

Denúncia já foi realizada para apuração dos crimes praticados e identificação dos autores

Por
Fred Marcovici

Neste domingo, uma carcaça de cavalo foi encontrada no arroio

publicidade

Os flagrantes de degradação ambiental no leito e margens do arroio Cacaréu, afluente do rio Uruguai, na zona Sul de Uruguaiana, indignaram moradores da cidade. A Área de Preservação Permanente (APP) tem sido utilizada para recorrentes descartes de lixo a céu aberto. Nesse domingo, foi encontrada a carcaça de um cavalo que teve o couro arrancado para confecção de artesanato, além de outros detritos. 

Entre tantas manifestações de repúdio está a do construtor, Luciano da Rosa. “A prática é usual e os moradores, parte invasores de terrenos, de bairros próximos, são os primeiros a jogarem os dejetos naqueles espaços”, diz.

A secretária-adjunta de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, Sheila Ripoll, informou que a pasta enviou denúncia ao delegado Enio Tassi para que seja instaurado procedimento que apure os crimes praticados e identifique os autores.

Já com relação ao lixo, a própria Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA) e a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Rural (SEMIUR) providenciam a limpeza. Sheila disse que não havia registros de depósitos tão “exacerbados” na APP, mas, ações de limpeza, educação ambiental e encaminhamento social estão sendo realizadas. “Infelizmente a população não colabora”, desabafa.

Os proprietários dos locais são notificados e têm o prazo de 15 dias para realizarem a manutenção, conforme a legislação municipal.