Avançam as obras do Hospital Regional de Palmeira das Missões

Avançam as obras do Hospital Regional de Palmeira das Missões

Apesar da pandemia, entrega parcial da estrutura pública de saúde deve ocorrer em 2022 e ficar totalmente pronta em 2025

Agostinho Piovesan

O HPR está sendo construído numa área nas margens da BR 468

publicidade

Os trabalhos de construção do Hospital Público Regional (HPR) seguem no município de Palmeira das Missões. São 238 pessoas trabalhando na obra federal, localizada no km 1 da BR 468.

Segundo o coordenador de implantação do HPR, Gesiel Serra, as obras iniciaram há quase um ano. “Devido ao coronavírus a empresa tomou todas as medidas necessárias de proteção e distanciamento em favor dos trabalhadores, as quais são fiscalizadas pelo Centro de Operações Emergenciais (COE) e pela Secretaria Municipal de Saúde”.

Gesiel informa que neste mês foram concluídas as estruturas dos blocos do auditório, internação adulto e infantil, recepção, ambulatório e emergência. O HPR terá 224 leitos no total, sendo 39 de UTI, 180 de internação e cinco berçários para cuidados intermediários. A casa de saúde regional atenderá especialidades médicas como traumatologia e ortopedia, neurologia, obstetrícia, oncologia, urologia, cardiologia, hemodiálise, entre outras. Além disso, a comunidade terá à disposição os serviços de diálise, patologia clínica, agência transfusional, fisioterapia e quimioterapia.

O prefeito de Palmeira das Missões, Eduardo Russomano Freire, diz que a construção do HPR está orçada em R$ 115 milhões, sendo R$ 111 milhões garantidos através de convênio firmado entre o município e o Ministério da Saúde. A contrapartida do município é de R$4 milhões entre obra e fiscalização.

O Plano Operativo cita que a casa de saúde deverá entrar em funcionamento de forma parcial em 2022, com estimativa de cinco anos para a implementação de toda a sua capacidade. “Este é um sonho que aos poucos se torna realidade, numa área extremamente sensível que é a saúde”, disse Freire.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895