Bento Gonçalves decretará situação de emergência em virtude da estiagem

Bento Gonçalves decretará situação de emergência em virtude da estiagem

Emater estima um prejuízo no setor primário de R$ 37 milhões, com perda de 20 a 25% da produção

Celso Sgorla

publicidade

Segundo maior município da Serra, Bento Gonçalves também vai decretar situação de emergência por causa da estiagem. A falta de chuva regular, aliada com as altas temperaturas das últimas semanas, causam grandes prejuízos para a agricultura. Segundo laudo da Emater, estima-se um prejuízo no setor primário R$ 37 milhões, com uma perda de 20 a 25% da produção. São afetados os cultivos de uva, pêssego, laranja, bergamota, ameixa, olerícolas e o milho.

“O papel da Emater é de estar próximo auxiliando o produtor e também fornecendo embasamento técnico para que o poder público possa tomar decisões. Fizemos um levantamento com os produtores, cooperativas e agricultores para apresentar e referendar as informações com todos”, destacou o chefe do escritório local da Emater, Thompsson Didoné.

O decreto será remetido para avaliação e homologação nos governos estadual e federal. Em caso de homologação do decreto, a prefeitura poderá encaminhar medidas para auxiliar os produtores. A Secretaria Municipal de Agricultura está auxiliando os agricultores com serviços de máquinas para abertura e limpeza de reservatórios e com o transporte de água para consumo animal e das famílias.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895