Câmara de Vereadores de Canguçu ficará sem atendimento presencial até o próximo dia 21

Câmara de Vereadores de Canguçu ficará sem atendimento presencial até o próximo dia 21

Parlamentares passaram a trabalhar a partir desta terça-feira de forma remota

Angélica Silveira

Câmara de Canguçu não terá trabalho presencial por conta de obras de acessibilidade

publicidade

A Câmara de Vereadores de Canguçu permanecerá sem atendimento presencial até o próximo dia 21 em função de obras no prédio. Segundo o presidente do Legislativo, Leandro Elhert (MDB), a empresa que está tornando os dois banheiros da Casa acessíveis para as pessoas com deficiência realizou a solicitação da medida. 

Com isto, os 15 vereadores e suas equipes passaram a trabalhar a partir desta terça-feira de forma remota atendendo a população pelos telefones de contato. “Quando assumi a presidência no início do ano, constatei esta necessidade para contribuirmos com a acessibilidade das pessoas com deficiência. Procurei a associação dos deficientes da cidade e o Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência que ajudaram a constatar o que é necessário realizar”, explica o vereador. 

Durante o período também será reformada a fachada do prédio que, conforme Elhert está se deteriorando. O custo total da obra é de aproximadamente R$ 37 mil, que será pago com recursos próprios.

A Câmara firmou uma parceria com a Susepe. Com isso, será utilizada mão-de-obra prisional na pintura do prédio. Mesmo com a obra, estão mantidas as sessões ordinárias neste período, que serão realizadas todas as quartas-feiras a partir das 18h.

As reuniões podem ser acompanhadas pela internet. “Se precisar realizar alguma sessão extraordinária, também será no mesmo local”, observa o presidente do Legislativo.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895