Campo Bom amplia o número de leitos para o enfrentamento da Covid-19

Campo Bom amplia o número de leitos para o enfrentamento da Covid-19

Também foram adquiridos equipamentos para auxiliar no combate ao novo coronavírus

Stephany Sander

No início da pandemia eram dois leitos, hoje já são 49

publicidade

Primeiro município do Estado a registrar um caso de Covid-19, em 10 de março do ano passado, Campo Bom ampliou o número de leitos Covid do Hospital Lauro Reus. Em 2019, a casa de saúde contava com dois leitos de UTI, em março de 2020 esse total passou para 43 e hoje, já são 49 leitos. Destes, 10 são destinados a pacientes positivados de Covid-19, além de nove leitos da Sala de Retaguarda (Semi-UTI) e 30 clínicos.

Além disso, até o início da próxima semana, o hospital deve contar com mais 10 leitos para atendimento de média complexidade, equipados com respiradores, monitores e bombas de infusão. “Com alívio dizemos que em 2020, em nenhum momento nosso hospital atingiu sua capacidade máxima. Seguimos acompanhando constantemente e com responsabilidade a situação de evolução do vírus. Aplicando investimentos em todas as melhorias possíveis para atender nossa cidade, dando mais segurança aos profissionais da linha de frente trabalharem e perspectiva para os pacientes”, comenta o prefeito Luciano Orsi.

O secretário de Saúde do município, João Paulo Berkembrock, explica que a Sala de Retaguarda é destinada para os assistidos de média complexidade, com a estrutura de camas hospitalares e respiradores, como devem ser os próximos 10 leitos a serem equipados na semana que vem. “Aguardamos somente a chegada dos equipamentos que vem de outros estados para podermos utilizar os novos leitos”, afirma Berkembrock.

Aquisição de equipamentos 

Outro dado que Berkembrock reforça é da aquisição de equipamentos. Comparando a estrutura atual com a do mesmo período no ano passado, Monitores Multiparâmetros foram de 14 para 30; Ventiladores Mecânicos (respiradores) foram de um para 20; Bombas de Infusão foram de cinco para 25. Também foram comprados e instalados os aparelhos de Raio-X e tomografia de última geração, que facilitam o diagnóstico da doença. Isso foi possível por meio de recursos financeiros federais destinados ao enfrentamento da pandemia empregados na saúde, juntamente a investimentos próprios da Administração e doações de empresas.

A diretora administrativa do Hospital Lauro Reus, Melissa Fuhrmaster, explica que nesse momento o hospital se prepara para mais atendimentos. “Estamos contratando mais profissionais, já entraram novos colaboradores para a emergência e para a UTI”, diz Melissa.

Estância Velha 

Ainda no Vale do Sinos, em Estância Velha, chegou a 20 o número de leitos para internações clínicas de pacientes na Ala Covid do Hospital Municipal Getúlio Vargas, com a abertura de mais quatro leitos, que se somam aos 16 que o hospital já tinha. “Estamos nos estruturando, dia após dia, para não sermos surpreendidos. Estamos conseguindo gerir este momento crítico, no que diz respeito a Covid, com um olhar técnico sobre nossa estrutura”, colocou Juliana Feltes, diretora do hospital. O número de pacientes internados na Ala Covid aumentou consideravelmente na última semana, mas as ações executadas até agora garantiram um atendimento satisfatório para todos os pacientes.

Na semana passada, o hospital iniciou a semana com quatro pacientes internados na Ala Covid. Até quinta-feira passada, o número de internações subiu para 11 e nesta terça-feira chegou a 14 pacientes, sendo que 10 estão infectados pelo coronavírus e quatro são pacientes com suspeita da doença.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895