Canoas, Cachoeirinha, Gravataí e Sapucaia suspendem aplicação da vacina AstraZeneca em gestantes

Canoas, Cachoeirinha, Gravataí e Sapucaia suspendem aplicação da vacina AstraZeneca em gestantes

Grávidas que já realizaram a primeira dose com este imunizante devem aguardar orientações para a segunda aplicação

Fernanda Bassôa

publicidade

Após anúncio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na noite de segunda-feira, que recomenda a suspensão da vacina da AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, em grávidas, já nesta terça-feira os municípios de Canoas, Cachoeirinha, Gravataí e Sapucaia do Sul, na região Metropolitana também interromperam a aplicação do imunizante neste público.

A Anvisa alerta que a indicação da bula da AstraZeneca, que não recomenda o uso por gestantes sem orientação médica, deve ser seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). O órgão ainda reforça que, nas situações não previstas, o uso da vacina deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios para a paciente. As gestantes que já realizaram a primeira dose com este imunobiológico devem aguardar orientações para a segunda aplicação. O documento informa que o Ministério da Saúde emitirá nota orientando a continuidade da vacinação deste grupo.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895