Casa de acolhimento de crianças em vulnerabilidade registra surto de Covid-19 em Rio Grande

Casa de acolhimento de crianças em vulnerabilidade registra surto de Covid-19 em Rio Grande

Todos os 32 funcionários e 17 internos realizaram testes ainda no final de semana

Angélica Silveira

publicidade

A casa de acolhimento de crianças e adolescentes em vulnerabilidade Raio do Luz, de Rio Grande, registrou nos últimos dias um surto de Covid-19. Segundo a fundadora da ONG e presidente do Conselho Deliberativo, Rosinha Marzol, sete funcionários, quatro adolescentes e sete bebês estão contaminados pela Covid-19. 

A situação começou quando uma criança apresentou sintomas, foi testada e positivou para a doença na última sexta-feira. Com isto, todos os 32 funcionários e 17 internos realizaram testes ainda no final de semana.

Atualmente a ONG é presidida por Everton Castro. Rosinha Marzol contou que todos os trabalhadores já estão afastados do local, enquanto as crianças permanece isoladas na instituição. “Os funcionários contaminados estão fazendo isolamento social em suas casas e os bebês estão isolados na instituição. Já os colaboradores não contaminados ficaram em suas casas com as crianças e adolescentes não contaminados. Já os internos contaminados estão isolados na instituição com funcionários que negativaram e que estão usando todos os equipamentos de proteção necessários para os cuidados”, garante.

Com os funcionários contaminados, outras pessoas foram contratadas de forma emergencial para trabalhar no local. A ONG não tem fins lucrativos e conta atualmente com 17 abrigados, entre crianças e adolescentes, e 32 funcionários. Ela funciona 24 horas por dia, sete dias na semana, há 23 anos. Nesta segunda-feira o espaço começou a ser desinfectado por partes. “Primeiro está sendo feito aonde não estão os internos contaminados, depois os mudaremos de local para fazer a desinfecção aonde eles estão”, explica Rosinha.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895