Caxias do Sul vai buscar parceria com iniciativa privada para recuperar prédio histórico

Caxias do Sul vai buscar parceria com iniciativa privada para recuperar prédio histórico

A edificação foi interditada em 2019, por motivos de riscos de incêndio

Celso Sgorla

Prédio foi inaugurado em 29 de janeiro de 1898

publicidade

O prédio do antigo Lanifício Sehbe, patrimônio histórico de Caxias do Sul, inaugurado em 1898, deverá receber recursos da iniciativa privada para ser recuperado e assim voltar a ser ocupado pela comunidade do bairro Galópolis, onde está localizado. O Grupo Gestor das Parcerias Público-Privadas da Prefeitura de Caxias do Sul, definiu que o prédio passa a integrar o Programa de Parcerias (PROMP). A edificação está em um estado bastante precário de conservação e a inclusão no programa é a forma que o executivo tem para buscar uma solução mais rápida para a sua recuperação.

O secretário municipal de Parcerias Estratégicas, Maurício Batista da Silva, explicou que agora será iniciado um diagnóstico do que precisa ser feito, qual a demanda da comunidade, que também pede que uma parte da edificação fique para uso comunitário. “É um processo que precisamos agora estruturar. Estimo que leve cerca de 12 meses até que passe pelo mesmo processo dos demais, para podermos licitar”, disse o secretário.

O prédio foi inaugurado em 29 de janeiro de 1898. Na época era uma pequena tecelagem que, sem sucesso industrial, foi vendida em 1907, e transformou-se no Lanifício Chaves Irmãos e Cia. Em 1979, a fábrica foi adquirida por outro grupo e passou a se chamar Lanifício Sehbe S/A. O espaço possui três andares e salão nobre, mas que no momento encontra-se impossibilitado para uso.

A edificação foi interditada em 2019, por motivos de riscos de incêndio. O prédio pertence ao município e a comunidade espera ocupá-lo com a intenção de realizar atividades para potencializar o desenvolvimento da região.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895